Imagem da matéria: Binance Pool vai parar de minerar moeda do falso inventor do Bitcoin
Instalação industrial de mineração de criptomoedas (Foto: Shutterstock)

A Binance anunciou nesta terça-feira (20) que vai remover o Bitcoin SV (BSV) do seu pool de mineração. De acordo com uma publicação oficial, a exchange vai parar de minerar a criptomoeda a partir do dia 31 de julho. 

Os mineradores que serão afetados pela mudança terão até a próxima semana para realocar seu hashrate e escolher minerar Bitcoin (BTC) ou Bitcoin Cash (BCH) através do Binance Smart Pool.

Publicidade

O impacto da decisão já é perceptível na rede da criptomoeda. De acordo com o BitInfoCharts, o hashrate do BSV está em queda de 33% nas últimas 24 horas, se mantendo em torno de 392.9 Phash/s. O preço do ativo também recua 4% nesta terça, valendo US$ 114, segundo o CoinMarketCap.

A justificativa para a remoção da moeda do pool não foi divulgada pela Binance, no entanto, pode ser um sinal que a corretora quer distanciar seus usuários dos problemas que a rede do Bitcoin SV enfrenta nas últimas semanas.

A Bitcoin Association, uma organização da Suíça responsável pelo projeto do BSV, confirmou no dia 8 de julho que invasores tentaram reorganizar os blocos na blockchain para mascarar um ataque de gasto duplo, uma ofensiva na qual o usuário é capaz de gastar mais de uma vez a mesma criptomoeda.

Como resultado, as principais corretoras do mercado que disponibilizam a negociação da moeda como a Huobi, Bitfinex, KuCoin e Hotbit, suspenderam por tempo indeterminado os saques ou depósitos do ativo pelos usuários.

Publicidade

Essas exchanges, vale lembrar, são algumas das poucas que ainda listam a criptomoeda criada pelo polêmico Craig Wright, um empresário que afirma ser o Satoshi Nakamoto.

Os conflitos entre Binance e Bitcoin SV

A Binance retirou o Bitcoin SV da sua plataforma em abril de 2019 como represália aos comentários de Wright. O Changpeng “CZ” Zhao, fundador da exchange, chamou Wright de fraude e ameaçou tirar a moeda da corretora se ele continuasse afirmando ser o criador do Bitcoin.

Apesar desse conflito no passado entre a Binance e a equipe por trás do BSV, a criptomoeda até então fazia parte do pool de mineração da corretora. Em meados de junho, a Binance chegou a ser a maior mineradora da moeda, representando 20% do hashrate total da rede, conforme mostrou o Coindesk na época.

Naquele momento, o presidente da associação do Bitcoin SV, Jimmy Nguyen, declarou ao portal que a Binance escolhe a dedo os projetos de criptomoedas apenas para gerar receita quando lhe convém. 

Publicidade

Apesar do pool da corretora ter representado uma parcela significativa do hashrate da moeda no passado, a rede era muito mais diversificada do que atualmente.

De acordo com os dados do agregador Coin Dance desta terça, a Taal Technologies, uma empresa listada na bolsa de valores do Canadá, controla 77% de todo hashrate do Bitcoin SV. No mês passado, a participação do pool não passava de 10%.

binance bitcoin sv
A empresa Taal Technologies é responsável por 77% do hashrate do Bitcoin SV Fonte: (Coin Dance)

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fed e o Banco do Japão levarão o Bitcoin a US$ 1 milhão, diz Arthur Hayes

Fed e o Banco do Japão levarão o Bitcoin a US$ 1 milhão, diz Arthur Hayes

Um complexo emaranhado entre bancos centrais em relação ao iene levará a uma frenética impressão de dinheiro, elevando o preço do Bitcoin, diz o cofundador da BitMEX
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Imagem da matéria: Biografia do criador da FTX mostra uma balança (ainda) desregulada | Opinião

Biografia do criador da FTX mostra uma balança (ainda) desregulada | Opinião

“Sem Limites” de Michael Lewis (Editora Harper Collins), é uma obra que explora os erros do mercado através da vida e carreira de SBF