Imagem da matéria: Banco Central do Japão inicia estudo para lançar Iene Digital

O Banco do Japão (BoJ) – o banco central do país – lançou hoje a primeira fase de um estudo de viabilidade para sua moeda digital de banco central (CBDC).

Nesta fase inicial, que o banco descreve como a fase de “Prova de Conceito (PoC)”, o BoJ testará sua moeda digital “como um instrumento de pagamento, como emissão, distribuição e resgate”.

Publicidade

CBDCs são moedas digitais administradas pelo Estado, que, no caso do Japão, seria uma versão digital de sua moeda, o iene japonês. Eles são semelhantes a stablecoins, que são indexados a uma proporção de 1: 1 com uma moeda fiduciária específica. No entanto, muitas vezes eles não são executados em um blockchain e o banco central mantém a autoridade sobre a rede.

O banco planeja executar a fase PoC por um ano e, em seguida, acompanhá-la por mais fases antes de o banco lançar um CBDC. Se isso acontecer, isto é: o banco não está totalmente convencido de que um CBDC é o que o Japão precisa.

Shinichi Uchida, diretor executivo do banco, disse em um comunicado no mês passado que algumas pessoas questionaram se as pessoas poderiam usar dinheiro e contas bancárias em vez disso, e outras se perguntaram se os casos potenciais de um CBDC “poderiam ser resolvidos por soluções alternativas que não exigissem tal esforços extensos e em grande escala. “

Então, por que se preocupar com todos os testes? Provavelmente porque o BoJ certamente não quer perder o hype global por um CBDC, uma vez que muitos outros bancos centrais também estão refletindo sobre eles, e alguns pequenos, como as Bahamas e o Camboja, já os lançaram.

Publicidade

E o principal rival econômico do Japão, a China, está testando um yuan digital, conhecido como DCEP – abreviação de “moeda digital, pagamento eletrônico”. No mês passado, seis bancos públicos chineses começaram a aceitar pedidos de cidadãos de Xangai e Pequim para abrir uma carteira digital em yuans.

“Embora não haja mudança na posição do Banco de que ‘atualmente não tem planos de emitir CBDC’, acreditamos que iniciar experimentos nesta fase é uma etapa necessária”, disse Uchida, diretor executivo do banco, referindo-se à fase PoC que hoje começou para valer.

Se, após um ano, o banco achar que a fase PoC foi frutífera, ele avançará para a próxima fase: um programa piloto.

Cauteloso mas curioso

A postura cautelosa, porém curiosa, do Japão é semelhante à de muitos outros bancos centrais. O Banco da Inglaterra, por exemplo, disse no mês passado que uma moeda digital do banco central (CBDC) precisaria ser projetada “com muito cuidado” e poderia apresentar “desafios significativos” quando introduzida. O Fed há muito tempo “avalia” um CBDC com poucas consequências, e o Banco Central Europeu está “explorando” um.

Publicidade

Disse o diretor executivo do BoJ, Uchida: “Embora não seja que precisemos encontrar soluções […] imediatamente, precisamos estar cientes de que podemos precisar usar o CBDC como parte de nossas soluções em algum momento no futuro.”

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
Talvez você queira ler
Hacker mexendo em notebook com bandeira da Coreia do Norte no fundo

EUA, Coreia do Sul e Japão se reúnem para discutir os roubos de criptomoedas pela Coreia do Norte

Em reunião trilateral em Seul, as autoridades de segurança dos três países também discutiram o relacionamento da Coreia do Norte com a Rússia
Changpeng "CZ" Zhao, CEO da Binance

SEC diz que processo contra a Binance deve avançar mesmo após acordo bilionário

De acordo com a SEC, as confissões da Binance e do então CEO, Changpeng Zhao, mostraram méritos em favor de seu processo
Uma pessoa acena com uma das mãos em sinal de pare

Filipinas acusa Binance de operar sem licença no país

Segundo os reguladores, quem promover o acesso à corretora também pode ser responsabilizado criminalmente com multa e prisão
SBF da FTX no Congresso dos EUA

Sam Bankman-Fried lidera “lista da vergonha” da Forbes; veja quem mais decepcionou

A Forbes publicou uma lista de jovens empresários que contrariam as expectativas ao se envolverem em fraudes e outras infrações