Imagem da matéria: Bancos centrais de Afeganistão e Tunísia querem emitir títulos baseados em Bitcoin
(Foto: Shutterstock)

Os presidentes dos bancos centrais da Tunísia e do Afeganistão falaram de seus esforços para aderir ao mercado de criptomoedas através de emissão de títulos baseados em Bitcoin.

Os anúncios foram feitos durante a conferência ‘Spring Meetings’ promovida pelo Banco Mundial. O evento aconteceu entre os dias 08 e 14 de abril em Washington, Estados Unidos.

Publicidade

De acordo com o Asia Times, O governador do Banco Central do Afeganistão, Khalil Sediq, disse que o país pensa seriamente em emitir títulos via blockchain para arrecadar US$ 5,8 bilhões.

O valor seria investido no setor privado e também no setores de energia e agricultura.

Sediq também considera envolver o Bitcoin com o metal Lítio. Segundo ele, as reservas minerais do Afeganistão atualmente estão estimadas em mais de US$ 3 trilhões.

Há muita demanda por lítio, metal usado principalmente em veículos elétricos, como os da Tesla, de Elon Musk.

De acordo com o site, o Afeganistão está enfrentando severas restrições internacionais, dificultando investimentos no país. Logo, a emissão de criptomoedas seria uma alternativa para o acesso a mercados externos.

Já o governador do Banco Central da Tunísia, Marouane El Abassi, disse que eles formaram uma equipe de estudo para uma possível emissão de títulos soberanos baseados em Bitcoin.

Publicidade

Ao contrário do que muitas autoridades mundiais pensam, Abassi disse que a tecnologia blockchain oferece aos bancos centrais uma ferramenta eficiente para combater a lavagem de dinheiro e gerenciar remessas internacionais.

O que pensa o FMI

Recentemente, a diretora geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse que as tecnologias financeiras das criptomoedas e blockchain estão balançando o sistema e precisam de regulamentação.

Lagarde acredita que os novos modelos de negócios que estão aparecendo no sistema tradicional bancário são evidências de que o criptomercado está afetando o setor.

“Eu acho que o papel dos disruptores e qualquer coisa que esteja usando a tecnologia de contabilidade distribuída, quer você chame isso de criptomoeda, ativos, moedas, ou qualquer outra coisa que esteja claramente agitando o sistema”, disse, em entrevista à CNBC no dia 10.

Publicidade

3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de moeda gigante de Bitcoin observada por investidores e prestes a ser cortada ao meio

CEO da Morgan Creek Capital prevê Bitcoin a US$ 150 mil após o halving

Para o CEO da Morgan Creek Capital Management, o FOMO (medo de ficar de fora) deve ser um dos fatores que vão alavancar o preço BTC após o halving
moeda de bitcoin e bandeira dos eua

Governo dos EUA transfere parte da reserva de US$ 2 bilhões em Bitcoin para Coinbase

Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a mover parte dos 2 bilhões de dólares em BTC para endereço da Coinbase
moeda de Bitcoin à frente do logotipo do Goldman Sachs

ETF de Bitcoin da BlackRock ganha apoio de gigantes de Wall Street, como Goldman Sachs e Citadel

O sucesso dos ETFs de Bitcoin está forçando até os céticos das criptomoedas a clamarem por um espaço no setor
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional