Imagem da matéria: Banco do Brasil e BTG estão entre os maiores detentores do ETF de Bitcoin da BlackRock
Foto: Shutterstock

Duas grandes instituições brasileiras estão entre as maiores detentoras do ETF de Bitcoin à vista lançado pela gestora BlackRock em janeiro. Com mais de US$ 17 bilhões de ativos sob gestão, o iShares Bitcoin Trust (IBIT) é o segundo maior ETF do tipo no mundo, próximo de assumir a liderança que hoje é da Grayscale.

Segundo Eric Balchunas, especialista em ETFs da Bloomberg, o Banco do Brasil e o BTG Pactual estão entre as 30 maiores instituições que possuem ações do fundo negociado em Bolsa. O banco estatal, inclusive, aparece no top 10.

Publicidade

O analista aponta que as 30 instituições são responsáveis por apenas 0,2% de tudo que o IBIT tem, ou seja, representam apenas “a ponta do iceberg”. Além disso, ele lembra que nem todas as empresas reportam suas participações, por isso o ranking real pode ser diferente.

O Banco do Brasil aparece em oitavo lugar, com uma posição de US$ 1,59 milhões no ETF, enquanto o BTG está em 18º, com US$ 272 mil.

Vale lembrar que começou a ser negociado no dia 1 de março o BDR do ETF iShares Bitcoin Trust no Brasil, uma parceria da BlackRock com a operadora da Bolsa de Valores do país, a B3. Esse é um produto que representa o ETF negociado nos EUA, mas com cotas negociadas no Brasil, por isso é chamado de BDR.

O BDR de ETF está disponível tanto para investidores qualificados (com mais de R$ 1 milhão investidos) quanto para investidores de varejo e utiliza o código IBT39. O produto busca acompanhar o desempenho do Bitcoin e tem uma taxa de administração de 0,25% com uma isenção de um ano reduzindo a taxa para 0,12% sobre os primeiros US$ 5 bilhões ativos sob gestão (AUM).

Publicidade

No caso do Banco do Brasil, vale lembrar que a instituição anunciou em 2022 a criação de um fundo de criptomoedas para investidores qualificados, já mostrando o interesse do banco no setor e uma demanda por produtos de criptomoedas no país.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

A mineração de Bitcoin é feita com energia do vulcão Tecapa, usando 300 processadores voltados para essa atividade
Imagem da matéria: Volume de negociação de 'Notcoin' ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Volume de negociação de ‘Notcoin’ ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Jogo Notcoin, baseado no Telegram, lançou mais de 80 bilhões de tokens para cerca de 35 milhões de jogadores em um airdrop
Tela de celular mostra logotipo Drex- no fundo notas de cem reais

Banco Central adia Drex para realizar novos de testes de privacidade

BC explica que primeira fase de testes foi focada em elementos de privacidade, mas as soluções encontradas “ainda não estão maduras”
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO