Imagem da matéria: Axie Infinity: endereços ativos caem 76% e negociações de NFTs desabam
Axie Infinity (Imagem: Divulgação)

O popular jogo play-to-earn Axie Infinity vai fechar o ano de 2021 bem distante dos seus recordes, tanto no volume de NFTs negociados como no número de endereços ativos.

Dados do Nansen que rastreiam a movimentação da Ronin, uma sidechain do Ethereum criada especialmente para o jogo, mostram que o número de endereços ativos diariamente na rede caiu para 262 mil, um número 76% inferior ao pico de 1,1 milhão de endereços ativos em 19 de novembro.

Publicidade
Endereços ativos diariamente na rede Ronin
Endereços ativos diariamente na rede Ronin (Fonte: Nansen)

A situação é ainda pior com relação ao número de NFTs movimentados na Ronin. Se em julho a comunidade negociava pouco mais de 19 mil NFTs todos os dias, na terça-feira (28), o número não passa de 1,7 mil.

Na estimativa, são levados em conta os NFTs de ‘Axies’, os personagens necessários para entrar no jogo, além dos NFTs de terrenos virtuais e seus itens especiais. Os Axies, no entanto, são os responsáveis pela maior parcela das movimentações. 

Em 18 de dezembro, foi a primeira vez em seis meses que o número de Axies negociados por dia caiu para menos de 2 mil NFTs.

Volume de NFTs negociados no marketplace do Axie Infinity
Volume de NFTs negociados no marketplace do Axie Infinity (Fonte: Nansen)

Ainda de acordo com Nansen, também está em queda o volume de transações no marketplace oficial da Ronin onde os NFTs do jogo são negociados.

Publicidade

No final de semana, o volume diário do marketplace foi de apenas US$ 5,2 milhões, o nível mais baixo visto desde junho. O volume chega a ser 86% inferior ao topo de US$ 38 milhões alcançado em 4 de novembro.

O número de novos Axies gerados diariamente no sistema de breeding e o número de novos detentores de Axies também está nos níveis mais baixos do ano, uma queda que se intensificou com a chegada de dezembro. 

Tragédias nas Filipinas podem estar afetando o jogo

Embora seja difícil precisar o que motivou uma queda tão significativa das movimentações na Ronin, é possível que os recentes desastres naturais que atingem as Filipinas tenham influência, uma vez que o país concentra o maior número de jogadores de Axie Infinity do mundo.

A passagem do tufão “Rai” no dia 16 de dezembro devastou o país asiático e causou a morte de pelo menos 370 filipinos, segundo a BBC. Ao mesmo tempo, cerca de 400 mil pessoas foram forçadas a abandonar suas casas e pausar suas rotinas diárias, inclusive no meio virtual.

Publicidade

Foi nas Filipinas que o Axie Infinity explodiu de popularidade após os moradores de um pequeno vilarejo do país passar a usar o jogo e seu mecanismo play-to-earn como fonte principal de renda.

Após a explosão de adoção no país asiático, o Axie Infinity ganhou força em diversos outros países em desenvolvimento que compartilham problemas parecidos, como o alto índice de desemprego, incluvise o Brasil

Em frente a tragédia que atingiu as Filipinas, a comunidade global do Axie Infinity e as escolinhas que alugam NFTs logo se mobilizaram para criar um fundo de apoio. Segundo o BSC News, cerca de US$ 450 mil já foram doados para as vítimas do tufão Rai.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bitcoin é uma “forma de arte” e uma moeda de desconfiança, diz filósofo Yuval Noah Harari

O filósofo, no entanto, mostrou desconfiar se realmente o Bitcoin será o futuro do dinheiro como algumas pessoas defendem
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas