Imagem da matéria: Alta do bitcoin faz 9 novos bilionários na lista da Forbes
Foto: Shutterstock

Enquanto o mercado de criptomoedas continua em alta, nove novos representantes da indústria juntaram-se à 35ª Lista Anual de Bilionários do Mundo da Forbes.

Sam Bankman-Fried e Michael Saylor estão entre os recém-chegados à lista dos bilionários, enquanto o CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, retorna à lista depois de ter saído durante o mercado de baixa do Bitcoin.

Publicidade

De acordo com a lista, Bankman-Fried, CEO da FTX, é o mais rico dos criptobilionários, com uma fortuna de US$ 8,7 bilhões. O CEO da Coinbase, Brian Armstrong, que viu sua fortuna subir de US$ 1 bilhão no ano passado para US$ 6,5 bilhões, ocupa o segundo lugar.

No entanto, outros veículos disputam a classificação da Forbes. Em março, o Instituto de Pesquisa Hurun da China classificou Armstrong e Fried de forma semelhante como o primeiro e o segundo mais ricos na indústria cripto, respectivamente, mas avaliou o patrimônio líquido de Armstrong em US$ 11,5 bilhões e Fried em US$ 10 bilhões.

O cofundador da Ripple, Chris Larsen, que atualmente está envolvido em uma batalha legal de US$ 1,3 bilhão com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos ao lado do CEO da empresa, Brad Garlinghouse, está em terceiro lugar na lista da Forbes, com um patrimônio líquido de US$ 3,4 bilhões. Jed McCaleb, também co-fundador da Ripple, entrou na lista pela primeira vez este ano com uma fortuna de US$ 2 bilhões.

Outros recém-chegados incluem os famosos investidores gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss. Depois de investir o dinheiro que receberam do processo do Facebook no Bitcoin em 2021, seu patrimônio líquido subiu para US$ 3 bilhões cada este ano, colocando-os no sexto lugar entre os cripto bilionários.

Publicidade

A lista de cripto bilionários é completada pelo CEO da MicroStrategy, Michael Saylor (US$ 2,3 bilhões), o investidor Matthew Roszak (US$ ​​1,5 bilhões), Tim Draper (US$ 1,5 bilhões), o co-fundador da Coinbase Fred Ehrsam (US$ 1,9 bilhões), o CEO da Binance Changpeng Zhao (US$ 1,9 bilhão) e o CEO do Digital Currency Group, Barry Silbert (US$ 1,6 bilhão).

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120