Imagem da matéria: Aeroporto de Amsterdã Instala Caixa Eletrônico de Bitcoin e Ethereum
(Foto: Shutterstock)

O principal aeroporto dos Países Baixos, Schiphol, que serve a capital da Holanda, Amsterdã, colocou à disposição dos passageiros caixas eletrônicos (ATM) que permitem a troca de euros por Bitcoin e Ethereum.

Segundo o comunicado no site da empresa na última quarta-feira (20), as ATMs foram distribuídas nos saguões de embarque e desembarque, estrategicamente, a fim de oferecer “uma oportunidade” aos clientes. A ideia é que os passageiros convertam o troco de suas passagens por criptomoedas.

Publicidade

“O Schiphol está constantemente procurando maneiras de inovar e fornecer o melhor serviço aos passageiros. Com as ATMs Bitcoin, esperamos oferecer um serviço útil aos clientes, permitindo que eles troquem facilmente euros ‘locais’ pelas criptomoedas ‘globais’ Bitcoin e Ethereum”, diz a nota.

“Isso pode ser benéfico se, por exemplo, não for possível gastar euros em seu país de origem”, disse Tanja Dik, diretora de Produtos e Serviços ao Consumidor do Aeroporto, endossando o boletim.

Segundo a Schiphol, a parceria com a empresa holandesa de software ‘ByeleX BV’ é experimental e o sistema de troca vai ficar ativo por seis meses até que a instituição possa analisar a demanda pelo serviço entre os passageiros no período.

Criptomoedas no aeroporto da Austrália

O Aeroporto Internacional de Brisbane, na Austrália, foi o primeiro a adotar a ideia de criptomoedas como um serviço adicional para seus clientes, ainda que em teoria.

Publicidade

No início deste ano, a empresa anunciou um plano para implementar uma opção de pagamento por meio de criptomoedas para quem consumir dentro do comércio do aeroporto.

Desde então, os clientes têm a opção de usar bitcoin para pagamentos nos restaurantes, cafés e diversas lojas do terminal.

A parceria foi feita com a plataforma Travelbybit, a qual aceita Bitcoin, Ethereum, Dash, entre outras. Um comunicado dizia que “a parceria reforçava o objetivo do aeroporto de Brisbane de promover projetos comunitários, apoiar empresas locais, melhorar a experiência dos passageiros e se tornar líder em inovação digital”.

No mês passado, um canal do Youtube chamado ‘Nugget’s News Australia’, que ensina internautas a comprar e vender criptomoedas, visitou o aeroporto de Brisbane para observar o sistema implementado e, segundo o canal, o serviço foi muito bem avaliado.

Publicidade

No vídeo, Caleb Yeoh, CEO da Travelbybit, explica que as pessoas podem visitar o site da empresa para ver as transações em tempo real.

“A tecnologia Blockchain tem a capacidade de tornar as transações e o comércio global muito mais eficientes e muito mais transparentes”, disse Yeoh.

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/ 

VOCÊ PODE GOSTAR
Maquinas mineração de Bitcoin apreendidas em La Colmena, Distrito de Paraguarí

Paraguai apreende centenas de máquinas de mineração de Bitcoin em nova ofensiva ao setor

Autoridades já confiscaram mais de 9.000 mil equipamentos nas últimas semanas
moeda e notas pendurada em um varal

Operação contra maior milícia do RJ revela que suspeitos compravam Bitcoin para lavar dinheiro

Fonte do dinheiro movimentado pelos suspeitos seria oriundo de grilagem de terras, extorsão contra comerciantes e exploração do transporte
Fusão da imagem de uma moeda de bitcoin com a bandeira do Paraguai

Senado do Paraguai aprova lei que pune com até 10 anos de prisão mineradores de criptomoedas que roubam eletricidade 

Para o relator Ever VIllalba, o PL não criminaliza a mineração de criptomoedas, mas as leis devem ser adaptadas ao setor; PL seguirá para a Câmara dos Deputados
homens em miniaturas lidando com moeda gigante de bitcoin

Gigante das telecomunicações chinesa investirá US$ 13,5 milhões na mineração de Bitcoin

Entrada na mineração de Bitcoin marca mudança significativa para a Coolpad, que tradicionalmente se concentrou no mercado de smartphones