Imagem da matéria: Site da Genbit sai do ar e vítimas do esquema não conseguem mais acessar contas
Responsáveis pelas empresas Gensa: Nivaldo Gonzaga (e) e o filho, Gabriel Tomaz Barbosa. (Foto: reprodução)

Sem escritório de luxo e com os fundadores sem dar nenhum sinal de vida. Agora, talvez tenha acabado o que restava da Genbit: o site do esquema saiu do ar na tarde desta sexta-feira (20), e as vítimas não podem mais nem sequer ver o que tinham de saldo virtual.

Mesmo sem valor, as TPKs ainda eram algum tipo de esperança. Ainda que todo investimento tivesse sido convertido — à força — para uma criptomoeda inventada que não é comercializada em nenhuma corretora e, logo, não possui valor nenhum. As promessas de valorização de Nivaldo Gonzaga, o fundador da Genbit, nunca se realizaram.

Publicidade

“Antes eu entrava no site, logava na minha conta e via o que tinha lá. Agora nem isso”, disse uma das vítimas ao Portal do Bitcoin.

A cliente, que pediu para não ser identificada, afirmou ter colocado R$ 30 mil na plataforma — dos quais perdeu R$ 22 mil. “Tentaram me alertar, mas eu não acreditei”, afirmou com arrependimento.

Imagem do sistema interno da Genbit antes do sistema sair do ar

Não se sabe ao certo porque o serviço está fora do ar. A suposta empresa não tem mais nenhum canal de contato. A antiga assessora de imprensa também não presta mais serviços e não é possível esclarecer as dúvidas.

Pelo tipo de erro, há três possíveis motivos: erro no servidor, cancelamento do serviço ou falta de pagamento.

No dia 3 de março, os sites das empresas ficaram fora do ar por cerca de 24 horas, incluindo a Treepart e a Guardiões do Futuro.

Publicidade

Adeus, escritório de luxo

Na quinta-feira (19), uma placa em frente ao prédio da Genbit, no condomínio Alphaville Empresarial, em Campinas (SP), anunciava que as salas comerciais da empresa estavam disponíveis para aluguel.

Agora as salas estão sendo alugadas separadamente, com valor entre R$ 12 mil e R$ 18 mil mensais. A Genbit pagava cerca de R$ 100 mil de aluguel pelos três pavimentos.

A entrega das salas ocorreu no dia 12 de março. A Genbit ficou agora apenas como uma pequena sala no térreo do condomínio, só que a sala também está vazia. Nivaldo Gonzaga perdeu seu grande e luxuoso escritório.

Genbit, Zero10 Club e Gensa

Antes de mudar para Genbit, o esquema se chamava Zero10 Club. Ambos nomes fantasia da Gensa, que é o registro oficial. Ambas também foram alertadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) de que não poderiam ofertar serviços acusados de serem oferta irregular de investimentos.


Compre Bitcoin na Context 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
moedas de bitcoin, ethereum e litecoin à frente de quadro negor, sob mesa de sala de aula

Itaú promove curso online gratuito sobre criptomoedas

O lançamento será na quinta-feira (25), com uma live especial no Youtube
Closem em mãos de um homem que usa algemas

Suspeito de desviar R$ 30 milhões da Gerdau e converter em Bitcoin é preso por esquema com Nego Di

Em 2020, a metalúrgica Gerdau foi vítima de um roubo de R$ 30 milhões por meio de transferências de contas do banco Santander
Close na mão de candidato preenche gabarito com lápis preto

Novo concurso do BNDES pede conhecimento em criptomoedas e blockchain; Salário é de R$ 20,9 mil

São 900 vagas para vários cargos, incluindo cadastro de reserva e cotas para candidatos negros e pessoas com deficiência
piramide financeira criptomoedas

MP denuncia quatro envolvidos na pirâmide financeira do “Príncipe do Bitcoin” 

Por meio da A.C. Consultoria, os golpistas causaram prejuízo de R$ 234.600 a vários investidores de Campos dos Goytacazes