Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas têm semana positiva apesar da pressão da Mt. Gox e Alemanha
Foto: Shutterstock

Os fundos com exposição a criptomoedas voltaram a registrar entrada líquida de recursos após quatro semanas seguidas de saídas, com influxo de US$ 441 milhões entre os dias 1º e 5 de julho, segundo dados da CoinShares. O movimento ocorre mesmo com a fraqueza do mercado diante das notícias vinda da Mt. Gox e do governo de Alemanha.

Na semana passada, a extinta exchange de criptomoedas Mt. Gox começou a pagar seus credores em Bitcoin (BTC) e Bitcoin Cash (BCH), e devido aos altos valores, tem gerado temor entre os investidores sobre o impacto do aumento de ativos no mercado, derrubando assim os preços.

Publicidade

Para piorar, o governo alemão começou a movimentar milhões de dólares em bitcoins de suas carteiras, o que pode ser um sinal de que ele está se preparando para vender os ativos, o que também pode pressionar o preço do BTC. No total, avalia-se que o governo tenha US$ 2,3 bilhões em ativos, que Justin Sun, o polêmico fundador da Tron, até se ofereceu para comprar.

Porém, mesmo com esses temores no mercado, a equipe da CoinShares avalia que a fraqueza dos preços na semana passada pode ter sido vista como uma oportunidade de compra, ajudando o fluxo para os fundos de criptomoedas.

Os volumes de produtos negociados em bolsa (ETPs) permaneceram relativamente baixos em US$ 7,9 bilhões durante a semana, refletindo o padrão sazonal típico de volumes mais baixos nos meses de verão no hemisfério norte (entre junho e setembro).

Regionalmente, as entradas ocorreram principalmente nos Estados Unidos, que registraram US$ 384 milhões, embora tenham sido observadas compras oportunistas num amplo conjunto de países, sendo os mais notáveis ​​Hong Kong, Suíça e Canadá, com US$ 32 milhões, US$ 24 milhões e US$ 12 milhões, respetivamente.

Publicidade

A Alemanha foi uma exceção, registando saídas de US$ 23 milhões, pressionada pelas movimentações do governo local.

Enquanto isso, o Brasil segue registrando seguidas semanas positivas, ainda que o fluxo não seja tão forte, desta vez ficando em US$ 11,3 milhões, mantendo o país com o terceiro melhor desempenho no ano, com US$ 172 milhões, atrás dos EUA (US$ 16,7 bilhões) e Hong Kong (US$ 314 milhões).

Fluxo de recursos para fundos de criptomoedas dividido por país (Fonte: Bloomberg e Coinshares)

Entre os ativos, o Bitcoin registrou entradas de US$ 398 milhões, mas representou incomumente apenas 90% do total de entradas, já que os investidores optaram por investir em um conjunto muito mais amplo de altcoins, segundo a CoinShares.

“O mais notável deles foi a Solana, que registrou US$ 16 milhões na semana passada, elevando as entradas acumuladas no ano para US$ 57 milhões, tornando-a a altcoin com melhor desempenho do ponto de vista de fluxos”, disseram os analistas.

No caso do Ethereum (ETH), o sentimento parece ter mudado, com os fundos registrando entradas de US$ 10 milhões, apesar de continuar sendo o único ETP a ter visto saídas líquidas no acumulado do ano.

Publicidade
Fluxo de recursos para fundos de criptomoedas dividido por ativo (Fonte: Bloomberg e Coinshares)

Olhando para os produtos específicos, o ETF de Bitcoin à vista da Grayscale segue no negativo, liderando as saídas da semana, com US$ 87 milhões, junto com o produto da CoinShares XBT como únicos com desempenho negativo entre 1º e 5 de julho.

Do lado positivo, o ETF da Fidelity liderou os ganhos, com entrada líquida de US$ 194 milhões, sendo o fundo com o segundo melhor desempenho do ano, atrás apenas do IBIT da BlackRock.

Fluxo de recursos para fundos de criptomoedas dividido por produto (Fonte: Bloomberg e Coinshares)
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Divulgador da BitConnect é proibido de administrar empresas por 5 anos

Divulgador da BitConnect é proibido de administrar empresas por 5 anos

Bigatton foi condenado na sexta-feira (12) a três anos de reconhecimento de bom comportamento e desqualificado para administrar empresas por cinco anos
Donald Trump posa para foto em evento político nos EUA

Partido de Trump lança programa que visa impulsionar a inovação com criptomoedas

Documento faz menções contra CBDCs e a favor da mineração de Bitcoin
CEO da Messari Ryan Selkis

CEO da Messari renuncia após apoio extremista a Trump gerar reações negativas

Ryan Selkis disse a um usuário não americano do Crypto Twitter que ele deveria ser deportado do país por suas “visões esquerdistas”
Imagem da matéria: 7 altcoins que estão superando a recuperação do mercado de criptomoedas

7 altcoins que estão superando a recuperação do mercado de criptomoedas

A temporada das altcoins está começando? Embora as criptomoedas de primeira linha estejam de lado, algumas altcoins registram ganhos impressionantes de até 11% hoje