Imagem da matéria: Solana (SOL) bate maior alta da história da criptomoeda
Foto: Shutterstock

Tendo entrado brevemente nas dez principais criptomoedas por valor de mercado no início desta semana, a Solana estabeleceu novos recordes de preço nos últimos dias, incluindo neste sábado (21). O token SOL definiu brevemente um ATH de US$ 78,63 nas primeiras horas desta manhã UTC, de acordo com o agregador de dados Nomics.

O preço de Solana desde então recuou um pouco. Atualmente está em US$ 78,17, embora ainda represente um aumento noturno de 8,91%. O preço do Solana estava abaixo de US$ 40 no início da semana passada, apenas na última quinzena o SOL aumentou cerca de 100%.

Publicidade

Solana teve uma série de boas notícias relacionadas com DeFi e NFT na semana passada. No domingo, os NFTs da Degenerate Ape Academy foram lançados no blockchain Solana. Os itens colecionáveis digitais se esgotaram em oito minutos. O macaco digital mais caro estava sendo revendido apenas 24 horas depois por 100.001 SOL, ou mais de US$ 6,2 milhões no momento da compra.

Na terça-feira, a rede Solana ultrapassou US$ 2 bilhões em valor total bloqueado nos protocolos DeFi, ao mesmo tempo definindo um antigo ATH de US$ 74,08 para SOL. Solana é às vezes apontada como um assassino Ethereum, principalmente porque o blockchain Solana também incorpora contratos inteligentes, uma inovação popularizada pela Ethereum, e porque a Solana é atualmente mais escalável do que o Ethereum.

Espera-se que o Ethereum migre para o PoS ainda este ano. Enquanto os fãs do Ethereum esperam que isso aconteça, Solana afirma já ter resolvido alguns dos problemas que os usuários do Ethereum enfrentam, incluindo escalabilidade.

Solana lida com 1.365 transações ao vivo por segundo e afirma que sua capacidade máxima é de 50.000 TPS, muito maior do que a capacidade monetária da Ethereum de cerca de 15 TPS.

Publicidade

Solana não é a única alternativa Ethereum para se reunir agora. O Polygon, uma solução de camada 2 que fica no topo da cadeia de blocos Ethereum e alivia grande parte da pressão de transações de validação, também está surgindo agora. O token MATIC nativo da blockchain cresceu 12% durante a noite para atingir um novo preço de $ 1,68. Isso ainda está muito longe de seu antigo recorde de US $ 2,45, estabelecido em meados de maio deste ano.

Na quinta-feira, a Polygon anunciou planos para lançar um Polygon Ecosystem DAO que unirá os diversos DAOs na rede. A Polygon usará parte de seu fundo #DeFiForAll de $ 150 milhões para estabelecer e manter a organização.

Na semana passada, a Polygon também anunciou uma fusão de US $ 250 milhões com a plataforma Hermez, outra solução de escalabilidade da Ethereum. Os detentores do token HEZ nativo da Hermez poderão trocar seus tokens pelo MATIC a uma taxa de 7: 2, enquanto a tecnologia de roll-up da camada 2 da Hermez será incorporada ao conjunto do Polygon.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas têm semana positiva apesar da pressão da Mt. Gox e Alemanha

Fundos de criptomoedas têm semana positiva apesar da pressão da Mt. Gox e Alemanha

Fundos de criptomoedas tiveram entradas líquidas de US$ 441 milhões após quatro semanas de saídas, com investidores vendo oportunidade na queda dos preços
Sigla ETF ao lado de moeda dourada de Ethereum

ETFs de Ethereum na semana que vem? Veja a projeção de quando os fundos devem estrear nos EUA

Mercado aguarda ansioso desde maio pela estreia dos ETFs de Ethereum à vista nos EUA
Imagem da matéria: Vasco oferece experiências especiais para detentores de fan token na apresentação de Philippe Coutinho

Vasco oferece experiências especiais para detentores de fan token na apresentação de Philippe Coutinho

Coutinho será apresentado em São Januário neste sábado em evento exclusivo
Imagem da matéria: Além da Nomad, Wise e Avenue admitem relação com banco que teve dados de clientes vazados

Além da Nomad, Wise e Avenue admitem relação com banco que teve dados de clientes vazados

O banco Evolve & Trust foi alvo de um ataque que resultou no vazamento de 33 terabytes de dados sobre clientes; empresas brasileiras estão entre as afetadas