homens em miniaturas lidando com moeda gigante de bitcoin
Shutterstock

Os dados de blockchain mostram sinais de que o setor de mineração de Bitcoin está se “capitulando”, de acordo com a CryptoQuant. No mercado financeiro, capitulação geralmente significa vender ativos com prejuízo, ou seja, a um preço menor ao pago para adquiri-los originalmente.

Isso é um provável precedente de que o Bitcoin está atingindo um preço mínimo local antes de subir para novos patamares.

Publicidade

A CryptoQuant analisou as métricas dos mineradores, que são responsáveis por proteger a rede do Bitcoin em troca de BTC recém-emitido. Conforme descrito no relatório de quarta-feira (3) da plataforma de inteligência de mercado, vários sinais de capitulação apareceram no último mês, durante o qual o preço do Bitcoin caiu 13%, de US$ 68.791 para US$ 59.603.

Um desses sinais inclui um declínio significativo no hashrate do Bitcoin, o poder computacional total que protege a rede. Desde que atingiu o recorde de 623 exashashes por segundo (EH/s) em 27 de abril, o hashrate recuou 7,7% para 576 EH/s — seu valor mais baixo em quatro meses.

“Historicamente, uma redução extrema do hashrate tem sido associada a condições de fundo de preço”, escreveu CryptoQuant. Especificamente, a redução de 7,7% é semelhante a uma redução equivalente no hashrate em dezembro de 2022, quando o preço do Bitcoin atingiu o fundo de US$ 16.000 antes de disparar mais de 300% nos 15 meses seguintes.

Esse último declínio no hashrate ocorreu após o quarto evento cíclico de halving do Bitcoin em abril, cortando pela metade o número de moedas pagas aos mineradores. De acordo com o indicador de sustentabilidade de lucros/perdas de mineradores da CryptoQuant, isso deixou os mineradores “em sua maioria extremamente mal pagos” desde 20 de abril, forçando muitos a desligar as máquinas de mineração que agora não eram mais lucrativas.

Publicidade

Os mineradores sofreram um declínio de 63% nas receitas diárias desde o halving, quando as recompensas por bloco básico do Bitcoin e a receita da taxa de transação eram muito maiores.

Durante esse período, os mineradores de Bitcoin foram vistos retirando moedas de suas carteiras na rede em um ritmo mais rápido do que o normal, indicando que eles podem estar vendendo suas reservas de BTC. “As saídas diárias de mineradores atingiram o maior volume desde 21 de maio”, escreveu a empresa.

Entre as vendas de mineradores de Bitcoin, baleias e governos nacionais, a retração do preço do Bitcoin em junho também prejudicou o “preço de hash” do Bitcoin — uma métrica da lucratividade do minerador de Bitcoin por unidade de poder computacional.

“A receita média de mineração por hash (preço de hash) continua próxima dos níveis mais baixos de todos os tempos”, escreveu a CryptoQuant. “O preço do hash está em US$ 0,049 por EH/s, um pouco acima da baixa de todos os tempos de US$ 0,045 atingida em 1º de maio.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Memecoins inspiradas em Trump saltam após decisão da Suprema Corte dos EUA

Memecoins inspiradas em Trump saltam após decisão da Suprema Corte dos EUA

Suprema Corte decidiu que Trump não pode ser processado e julgado por atos que cometeu enquanto era presidente dos EUA
Imagem da matéria: Cocriador da Samourai Wallet deve sair da prisão em breve e se declarar inocente

Cocriador da Samourai Wallet deve sair da prisão em breve e se declarar inocente

Defesa e promotoria debatem se réu pode esperar julgamento em Portugal onde morava ou se deve ficar em Nova York
ingresso nft sympla

Tribunal dos EUA deve decidir se NFTs são valores mobiliários em processo contra DraftKings

O autor da ação coletiva “alegou plausivelmente que os NFTs da DraftKings satisfazem três vertentes do teste de Howey”, escreveu o juiz
Imagem da matéria: Drake perde R$ 1,6 milhão em Bitcoin apostando contra Argentina e é zoado por seleção: “Not Like Us”

Drake perde R$ 1,6 milhão em Bitcoin apostando contra Argentina e é zoado por seleção: “Not Like Us”

A equipe argentina provocou Drake fazendo referência a música “Not Like Us” de Kendrick Lamar que detona o rapper