Imagem da matéria: Unick Forex responde a 129 ações de clientes em SP que ultrapassam R$ 4 milhões
Fernando Lusvarghi, à direita, era diretor jurídico da Unick e dono da SA Capital (Foto: Youtube/Reprodução)

Os processos contra a Unick Forex na Justiça paulista já somam 129 ações que, juntas, totalizam o montante de R$ 4.669.461,42. É o que mostra levantamento do Portal do Bitcoin feito com dados do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

O levantamento se refere às ações que estão em fase de judicialização, excluindo assim tanto aquelas que estão em fase de reclamação pré-processual bem como outras que foram extintas.

Publicidade

Os valores dessas ações variam entre R$ 998,00 e R$ 344.176,05, o que dá uma média de R$ 36.062,78 por processo. A maior parte deles (64,6%) é correspondente a valores entre R$ 10 mil e R$ 50 mil.

!function(e,i,n,s){var t=”InfogramEmbeds”,d=e.getElementsByTagName(“script”)[0];if(window[t]&&window[t].initialized)window[t].process&&window[t].process();else if(!e.getElementById(n)){var o=e.createElement(“script”);o.async=1,o.id=n,o.src=”https://e.infogram.com/js/dist/embed-loader-min.js”,d.parentNode.insertBefore(o,d)}}(document,0,”infogram-async”);

Desses 129 processos, o mais antigo foi judicializado em março deste ano. A maior parte, entretanto, foi registrada nos últimos três meses.

Se considerados ainda os casos extintos e os que ainda estão na fase pré-processual, o total sobe para 136 ações.

Entre o período em que começaram a surgir os atrasos nos saques da Unick Forex e a prisão de dois dirigentes da empresa – o presidente Leidimar Lopes e o diretor de marketing Danter Silva –, 128 ações chegaram ao TJ-SP, sendo 104 delas somente em outubro.

Publicidade

De todos esses processos, 82 ainda não possuem qualquer decisão liminar. Grande parte desses, no entanto, foi ajuizado a partir de 29 de setembro.

Entre os que já passaram por análise de antecipação de tutela da Justiça, 27 foram indeferidos e 20 tiveram deferimento dos pedidos liminares.

Linha do tempo

Em agosto, a empresa chegou a afirmar que devolveria apenas o valor aportado pelos seus clientes sem qualquer correção monetária e de modo parcelado. Houve um vasto número de denúncias no Reclame Aqui de clientes pedindo o dinheiro de volta.

Apesar disso tudo, nesse período foi registrada apenas uma ação na Justiça de São Paulo. Em setembro, no entanto, outros investidores insatisfeitos procuraram o judiciário. Até o dia 11 daquele mês eram apenas 12 ações protocoladas em todos o país.

Publicidade

Esse número, então, saltou. Até o final de setembro foram ajuizadas 23 novas ações somente em São Paulo. Isso ocorreu alguns dias depois de a Polícia Federal (PF) divulgar de que vinha investigando a Unick Forex e buscava entender a rota do dinheiro dessa empresa.

A situação da Unick Forex se tornou insustentável em outubro. Depois da tentativa de acordo em devolver, de modo parcelado, apenas 20% do valor aportado, o presidente da empresa, Leidimar Lopes, e o diretor de marketing, Danter Silva, foram presos pela PF no âmbito da Operação Lamanai. 

Depois da prisão dos diretores, veio uma enxurrada de processos movidos por clientes contra a empresa. Dos 104 processos levados à Justiça de São Paulo em outubro, 61 foram protocolados após a Operação Lamanai ter sido deflagrada.

Leia também

VOCÊ PODE GOSTAR
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024