Imagem da matéria: Trump ou Biden? Por que as criptomoedas podem decidir o próximo presidente dos EUA
Joe Biden à esquerda e Donald Trump à direita (Fotos: Shutterstock)

Faltando 144 dias para a eleição de 5 de novembro, que decidirá o próximo presidente dos EUA, os dados mais recentes dos analistas políticos da ABC News 538 relatam um empate estatístico.

No entanto, a nova modelagem de colégio eleitoral prevê que o democrata Joe Biden vence 53 das 100 simulações, enquanto o presumível desafiante republicano Donald Trump vence os 47 cenários computadorizados restantes — resultados que estão bem dentro da margem de erro.

Publicidade

Com as bases de ambos os partidos bem galvanizadas e as margens tão apertadas, é provável que pequenas questões influenciem a balança para um lado ou para o outro. O próximo debate entre os dois candidatos, em 27 de junho, poderá ser um fator decisivo se um deles tiver um desempenho particularmente bom ou ruim. Uma questão importante a ser observada por nós da comunidade cripto é… bem, os criptoativos.

Uma pesquisa recente da Harris Interactive, patrocinada pela Grayscale, sugere que, em 2024, nenhum partido político pode se dar ao luxo de ignorar a importância da política de criptomoedas e do próprio Bitcoin, porque os eleitores agora se preocupam com isso.

Os possíveis motivos para os eleitores se preocuparem incluem o fato de que 11 fundos negociados em bolsa foram aprovados pela SEC em janeiro, tornando mais fácil para as pessoas com pensões, planos de aposentadoria e outros investimentos institucionais obterem uma participação no Bitcoin. Isso aconteceu antes do Bitcoin ter atingido um novo recorde histórico de preço de US$ 73.797 em março, ganhando mais atenção depois de cair abaixo de US$ 16 mil por BTC em novembro de 2022.

Esses fatores definem o contexto para algumas das principais conclusões da pesquisa da Harris:

  • Trump recentemente se posicionou como o candidato das criptomoedas em um evento de arrecadação de fundos no Vale do Silício. Os dados da Harris Poll revelam que as criptomoedas são um tópico bipartidário, com taxas de propriedade semelhantes entre republicanos (18%) e democratas (19%). Dada a proximidade dos dados da pesquisa 538, se um dos candidatos conseguir obter votos do outro partido com base nessa única questão das criptomoedas, isso poderá ser suficiente.
  • A relevância do Bitcoin está aumentando devido à dinâmica macroeconômica e à sua própria maturidade, e quase metade dos eleitores (47%) agora espera que parte de seu portfólio de investimentos inclua criptomoedas (em comparação com 40% no final do ano passado).
  • Assim como na Fase 1 da pesquisa deste ano, os entrevistados classificaram a inflação como a principal questão da eleição (28%), ressaltando mais uma vez o valor e a importância potenciais de ativos de proteção contra a inflação, como o Bitcoin, para os eleitores com base na oferta limitada do BTC.

Além disso, um estudo separado da Security.io, realizado no início deste ano, constatou que até 40% dos norte-americanos realmente possuem alguma forma de criptomoeda. Isso equivale a 93 milhões de indivíduos de todas as linhas partidárias unidos em torno de uma classe de ativos tecnológicos singular. Esse nunca foi o caso em uma eleição presidencial.

Publicidade

Além disso, o veto imprudente do presidente Biden a um projeto de lei bipartidário e de bom senso para revogar o Staff Accounting Bulletin (SAB) No. 121 da SEC pode ter graves penalidades políticas para ele nas urnas. Isso porque o SAB 121 torna mais difícil e caro para bancos e instituições custodiar criptomoedas para pessoas físicas, além de sufocar outras inovações relacionadas a ativos digitais.

O momento dessa decisão não poderia ter sido pior tão perto da eleição, especialmente devido ao fato de que os eleitores não estão satisfeitos com a “Biden-omics”. Um estudo recente do Brookings Institute constatou que 65% dos eleitores classificaram a economia como boa durante a presidência de Trump, em comparação com 38% durante a presidência de Biden, e apenas 18% dos jovens adultos acreditam que estão em melhor situação financeira hoje do que há um ano.

Esse último fato é importante porque a pesquisa da Harris descobriu que 62% dos eleitores da Geração Z e dos Millennials acreditam que a tecnologia cripto e blockchain é o futuro das finanças. Se esses números se mantiverem durante os próximos 120 dias, a Casa Branca poderá ser pintada de laranja pelo Homem Laranja com um retorno de Trump ao Salão Oval.

Sobre o autor

Tor Constantino é ex-jornalista, consultor de relações com investidores/empresas e escritor de negócios. Desde 2017, ele também escreve sobre criptomoedas, blockchain, Web3, DeFi, NFTs e o potencial das criptomoedas para revolucionar as finanças.

As opiniões expressas aqui são suas e não representam necessariamente as do Decrypt.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

  • Quer ter a chance de ganhar 1 ethereum (ETH)? Abra sua conta grátis no Mercado Bitcoin e comece a negociar o quanto antes
VOCÊ PODE GOSTAR
Arte mostra imagem do espaço mirando a Terra envolta a uma rede de sinais holográficos

Núclea lança rede para tokenização de ativos financeiros

Testes da primeira duplicata tokenizada devem finalizar em julho e o serviço começa a ser ofertado de forma ampla ao mercado em setembro
Moeda dourada de Bitcoin (BTC) sobre um gráfico de preço com candles indicando queda nos preços

Semana Cripto: Queda do Bitcoin derruba principais altcoins enquanto memecoins políticas permanecem voláteis

Bitcoin e Ethereum desabam em meio a narrativas sobre Mt. Gox e BTCs do governo da Alemanha
Imagem da matéria: Tap-to-Earn: Conheça a nova forma de ganhar tokens de graça no Telegram

Tap-to-Earn: Conheça a nova forma de ganhar tokens de graça no Telegram

Os jogos “tap-to-earn” (toque para ganhar) no Telegram estão chamando a atenção das massas; veja como os jogadores estão ganhando com os airdrops de tokens
Imagem da matéria: Fundos de Bitcoin registram 5ª maior captação semanal da história

Fundos de Bitcoin registram 5ª maior captação semanal da história

Mais de US$ 1,4 bilhão foram investidos em fundos de criptomoedas nos últimos sete dias, o triplo da semana anterior