Europa com mapa de Liechtenstein selecionado e ícone de bandeira de Liechtenstein. Mapa vetorial e bandeira.
Imagem: Shutterstock

Liechtenstein está planejando aceitar Bitcoin (BTC) como forma de pagamento por serviços estatais, disse o Primeiro-Ministro Daniel Risch em uma entrevista ao jornal de negócios alemão Handelsblatt publicada no domingo (07).

“Uma opção de pagamento com Bitcoin está chegando”, disse Risch, que também é o Ministro das Finanças de Liechtenstein.

Publicidade

Embora não haja um prazo específico para a implementação dessa opção de pagamento, Risch disse que o plano é aceitar depósitos em Bitcoin e trocá-los imediatamente pelo franco suíço, a moeda nacional de Liechtenstein.

Uma abordagem semelhante tem sido usada pelas comunidades suíças de Zug e Lugano, onde as autoridades locais aceitam Bitcoin como forma de pagamento de certos impostos e serviços públicos.

Risch também está supostamente aberto a investir fundos estatais em Bitcoin no futuro.

Com as reservas do estado atualmente em 2,23 bilhões de francos suíços (US$ 2,51 bilhões), o principado economiza três vezes o seu orçamento anual de 900 milhões de francos suíços (US$ 1 bilhão) a cada ano, investindo o dinheiro nos mercados de capitais.

Parte desses fundos poderia ser investida na maior criptomoeda do mundo, segundo o relatório.

“Atualmente, os ativos cripto como o Bitcoin ainda são muito arriscados”, disse Risch. “Mas essa avaliação pode mudar”.

Políticas amigáveis ​ de Liechtenstein

Esta não é a primeira vez que Liechtenstein chama a atenção graças a seu ambiente regulatório favorável que ajudou a posicioná-lo como um dos principais destinos para empresas de blockchain e criptomoedas.

Em 2019, Liechtenstein aprovou a Lei de Blockchain, que criou um quadro jurídico para empresas de blockchain e criptomoedas. A lei reconhece as características únicas da tecnologia blockchain e fornece clareza sobre como os ativos baseados em blockchain devem ser classificados e regulamentados.

Publicidade

O principado também abriga vários bancos que estão dispostos a trabalhar com empresas de criptomoedas, bem como trocas de criptomoedas regulamentadas, incluindo a Bittrex Global e a LCX, que são licenciadas pela Autoridade do Mercado Financeiro (FMA) de Liechtenstein.

Além disso, Liechtenstein faz parte do Crypto Valley, o centro da Suíça para inovação em blockchain e criptomoedas, que está localizado em torno de Zurique e Zug.

*Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
bitcoin

Manhã Cripto: Bitcoin recua 2,2% apesar da queda da inflação nos EUA

Embora os dados macroeconômicos atuais sejam positivos, o Bitcoin ainda busca estabilidade em meio às preocupações pontuais dos investidores
Imagem da matéria: Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro

Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro

Analista da Foxbit avalia gráficos do Bitcoin e aponta que preços devem continuar pressionados ao longo da semana
Donald Trump é fotografado em comício nos EUA

Trump quase baniu o Bitcoin em 2020, mas uma pessoa o impediu

“Trump não acredita em nada além de si mesmo”, disse o executivo da Block Inc., Mike Brock
Craig Wright afirma ser o criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto

Craig Wright admite não ser Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin

Um tribunal do Reino Unido ordenou que Wright declare publicamente que não é o criador do Bitcoin e do white paper do projeto