Imagem da matéria: Polkadot gasta US$ 37 milhões com marketing e revolta parte da comunidade
Foto: Shutterstock

As recentes despesas da fundação por trás da Polkadot (DOT) provocou um debate acalorado entre os stakeholders que temem que o projeto esteja queimando dinheiro rapidamente. Mas o protesto deu lugar a uma nova controvérsia, já que alguns dentro da comunidade Polkadot dizem que não se trata apenas de quanto está sendo gasto, mas também de quem, alegando discriminação.

Victor Ji, cofundador da Manta Network, criticou o ecossistema da Polkadot como “altamente tóxico” na terça-feira (2), incentivando os fundadores asiáticos a considerar o trabalho de desenvolvimento em outras plataformas. Em entrevista ao Decrypt, Ji disse que os projetos sediados na Ásia não estão recebendo o mesmo tratamento que os do Ocidente que se candidatam a subsídios da Polkadot, enquanto também estão sub-representados nas redes sociais.

Publicidade

“Não estou tentando levantar coisas controversas”, disse ele. “Eu não acho que recebemos um suporte comparável, […] e nós não somos os únicos. Eu conversei com muitos fundadores, especialmente aqueles baseados na China.”

Um relatório recente do tesouro mostrou que a Polkadot, uma rede blockchain desenvolvida pelo cofundador do Ethereum, Gavin Wood, gastou US$ 37 milhões em iniciativas de marketing no primeiro semestre deste ano — quase metade de seu gasto total de US$ 87 milhões até agora. Com cerca de US$ 245 milhões em DOT, o relatório estimou que o tesouro também tem dois anos de financiamento com o ritmo atual de gastos.

“Os gastos com marketing, quando feitos de forma responsável e direcionada, são uma fonte de crescimento de receita”, disse Katie Butler, cofundadora da Distractive, uma agência de marketing comprometida com o ecossistema Polkadot, ao Decrypt em uma declaração por escrito.

“À medida que amadurecemos como ecossistema, precisamos de mais verificações e balanços para adicionar escrutínio à tomada de decisões e ajudar a garantir que a comunidade tenha as informações necessárias para tomar decisões informadas sobre gastos promocionais”, continuou ela.

Publicidade

Discriminação contra asiáticos?

Projetos cripto associados ao ecossistema da Polkadot podem enviar aplicações para receber financiamento por meio de subsídios. Ji disse que a maioria das propostas que ele viu de desenvolvedores asiáticos estão sendo rejeitadas, e que a região tem sido ignorada de uma forma que é insustentável.

Para ilustrar seu ponto, Ji escreveu no Twitter (também conhecido como X) sobre uma discrepância nos subsídios da Polkadot concedidos a projetos ocidentais versus os localizados na Ásia. No entanto, nem todo desenvolvedor ligado ao espaço Polkadot dessa região teve a mesma experiência.

Em resposta a Ji, um usuário do Twitter mencionou o StellaSwap, uma popular exchange descentralizada construída por uma empresa baseada em Singapura. Em abril, uma proposta foi aprovada concedendo ao StellaSwap 1.000.000 de DOT (cerca de US$ 6,5 milhões atualmente) do tesouro da Polkadot para aumentar a atividade DeFi na rede através de incentivos pioneiros de liquidez.

Com base na experiência de sua equipe, Aziz Zainuddin, cofundador da StellaSwap Labs, não sente que haja discriminação contra fundadores asiáticos no ecossistema da Polkadot. Ele considerou que a resistência à proposta de sua equipe foi factual e objetiva, em vez de motivada por questões raciais.

Publicidade

“O escrutínio foi muito alto”, disse Zainuddin ao Decrypt em uma entrevista. “Embora houvesse uma minoria barulhenta, não atribuímos isso a qualquer discriminação racial.”

Ainda assim, a maioria dos ecossistemas no meio cripto tende culturalmente para a América do Norte e Europa, acrescentou Zainuddin. Descrevendo os asiáticos como uma minoria dentro da comunidade cripto em geral, ele disse ser compreensível que as pessoas percebam barreiras como resultado.

“Eu entendo por que [Ji] pode se sentir assim, mas no nosso caso, certamente não sentimos”, disse ele. “Não houve nem indicação de preconceito racial que recebemos do processo de subsídio.”

Além disso, um instituto de pesquisa asiático focado no ecossistema da Polkadot recebeu financiamento operacional em maio através de um subsídio de 29.700 DOT (cerca de US$ 193.000). Apelidado de Polkadot Ecology Research Institute, a organização de construtores e pesquisadores chineses foi fundada em 2019.

Alegando ter apoiado mais de 70 atividades relacionadas a Polkadot, a instituição estimou em sua aplicação que o Ecology Research Institute alcançou cerca de 40 mil pessoas. Até agora, o projeto enviou oito diferentes propostas para fundos do tesouro da Polkadot.

Publicidade

Para Ji, a falta de representação nas redes sociais da Polkadot também é problemática. Em comparação com quantos projetos Polkadot existem na região, ele observou “baixos níveis de exposição para desenvolvedores chineses” através do Twitter oficial da Polkadot.

A composição demográfica de um evento da Polkadot Academy em Hong Kong em março também não agradou a Ji. Mesmo que o evento fosse baseado na Ásia, ele disse que menos de um quarto dos participantes pareciam ser da região.

O fundador cripto disse que se sentiu rejeitado no evento ao encontrar Wood, que não sabia que a Manta havia sido lançada recentemente. “Isso definitivamente significa algo”, disse ele, descrevendo a Manta como um dos maiores projetos da Polygon na época.

Manta Atlantic é conhecida como um ambiente de execução para aplicativos descentralizados usando tecnologia zero-proof, construída usando o framework Substrate da Polkadot para parachains. Em setembro passado, a Manta revelou a Manta Pacific, uma rede de escalonamento baseada no Ethereum.

Mal-estar com marketing

Os gastos com marketing incluídos no relatório da Polkadot foram criticados por alguns membros da comunidade, que argumentaram que as alocações não tiveram um retorno digno de investimento.

No entanto, Yanick Savov, cofundador da NoSpec Consulting e uma figura proeminente na comunidade da Polkadot, disse ao Decrypt que parte desses DOT gastos são voltados para o futuro.

Publicidade

Por exemplo, US$ 9 milhões desse montante de US$ 37 milhões estão vinculados a uma parceria de marketing com o Inter Miami FC pelos próximos um ano e meio. Nessa linha, ele enfatizou que certas alocações não são despesas recorrentes.

Abordando preocupações sobre como os gastos com marketing podem impactar o desenvolvimento central, Savov disse que o tesouro está lá para a comunidade e os detentores de tokens avançarem na Polkatod’s OpenGov, uma plataforma de governança aberta e descentralizada.

Pedro Oliveira, cofundador e CEO do Talent Protocol, destacou um desafio comum no espaço blockchain: equilibrar a aquisição de usuários com o avanço tecnológico. Ele alertou que altos gastos com marketing podem desviar recursos do desenvolvimento central, potencialmente retardando a inovação.

Oliveira sugeriu vários passos para a Polkadot garantir sustentabilidade a longo prazo, incluindo implementar protocolos de emergência, capacitar uma pequena equipe de liderança, reduzir custos com marketing, focar em melhorias tecnológicas centrais e explorar novas fontes de receita.

“A comunidade da Polkadot deve avaliar a opção de se transformar em um bem público de código aberto, maximizando suas contribuições tecnológicas enquanto reduz custos operacionais”, disse ele.

Ao mesmo tempo, alguns sentem que uma comunidade pode ter muito controle. James Davies, fundador e CPO da Crypto Valley Exchange, argumentou que, em vez de um processo puramente democrático, são necessários controles mais rígidos de gastos para garantir a viabilidade a longo prazo da Polkadot.

“Delegar parte da tomada de decisão para uma equipe central orientada por dados é crucial”, disse ele, acrescentando que transparência e apoio da comunidade ainda são essenciais para os objetivos de longo prazo da Polkadot.

“O tesouro é financiado por uma combinação de taxas de transação e operações normais da rede, então o aumento do uso garante que haja um fluxo contínuo de novos fundos”, afirmou Butler da Distractive. “Para a maturidade, também precisamos introduzir continuamente verificações e balanços para melhorar onde os fundos são gastos.”

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ethereum em staking alcança 27% do suprimento com o início das negociações de ETF se aproximando

Ethereum em staking alcança 27% do suprimento com o início das negociações de ETF se aproximando

“Definitivamente, não precisamos de tanto ETH em staking,” disse o proeminente pesquisador de Ethereum Evan Van Ness ao Decrypt
pilha de moedas douradas XRP Ripple

XRP valoriza mais de 40% na semana; entenda os motivos

Enquanto alguns especialistas acreditam que a alta do XRP agora dará uma pausa, traders apostam no potencial de mais ganhos nas próximas semanas
Imagem da matéria: Vasco oferece experiências especiais para detentores de fan token na apresentação de Philippe Coutinho

Vasco oferece experiências especiais para detentores de fan token na apresentação de Philippe Coutinho

Coutinho será apresentado em São Januário neste sábado em evento exclusivo
Imagem da matéria: WazirX, uma das maiores exchanges da Índia, perde R$ 1,2 bilhão em ataque hacker

WazirX, uma das maiores exchanges da Índia, perde R$ 1,2 bilhão em ataque hacker

A exchange cripto indiana WazirX suspendeu os saques de criptomoedas depois da invasão