Imagem da matéria: PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros
Foto: Shutterstock

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (10) uma operação para desmantelar uma organização criminosa acusada de importar grandes quantidades de produtos eletrônicos sem pagar tributos e vender os itens no mercado nacional. Segundo os investigadores, o grupo cometeu os crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas por meio de doleiros e de transferências com criptomoedas.

Conforme as investigações, há indícios da remessa ilegal de mais de R$ 1,6 bilhão ao exterior, estimando-se que foram importados para o país mais de 500 mil telefones celulares pela organização criminosa nos últimos cinco anos.

Publicidade

A ação, feita em conjunto com a Receita Federal, recebeu o nome de  Operação Corisco Turbo e cumpriu 51 mandados de busca e apreensão, 25 ordens de sequestro de bens imóveis, 42 ordens de sequestro de veículos, além do bloqueio de R$ 280 milhões nas contas dos alvos da operação.

As investigações apontam que a organização criminosa se subdividia em núcleos responsáveis pela negociação e venda de produtos eletrônicos, transporte/armazenamento, constituição de empresas fictícias, envio de dinheiro para o exterior e receptação dos produtos para revenda em comércios.

Os suspeitos devem responder pelos crimes de falsidade ideológica, descaminho, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e organização criminosa, que possuem penas máximas que podem chegar a 37 anos de reclusão.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, que também determinou medidas cautelares diversas da prisão em desfavor dos principais investigados, tais como proibição de se ausentar do país, com a entrega dos passaportes em 24 horas, proibição de se ausentar do município de domicílio, comparecimento mensal ao Juízo Federal para informar suas atividades e proibição de manterem contato uns com os outros.

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logotipo da BInance

Binance lista novos pares para Ethereum, Pepe, BNB e Solana

A corretora também vai incluir os novos pares em seu serviço de robôs de negociação
Imagem da matéria: Polygon vai substituir token MATIC por POL em setembro; entenda

Polygon vai substituir token MATIC por POL em setembro; entenda

POL permitirá que detentores se tornem validadores em cadeias baseadas na Polygon, enquanto MATIC será descontinuado
Imagem da matéria: Reembolsos de Bitcoin da Mt. Gox serão pagos antes de agosto, diz Kraken

Reembolsos de Bitcoin da Mt. Gox serão pagos antes de agosto, diz Kraken

Mais de uma década depois de perder 850.000 bitcoins, os credores da Mt. Gox poderão ser pagos já na próxima semana, de acordo com a Kraken
Fachada da Braiscompany em Campina Grande PB- Portal do Bitcoin

Justiça irá leiloar imóveis de operador financeiro da pirâmide Braiscompany

Imóveis são de  Joel Ferreira de Souza, que segundo o MPF auxiliava a Braiscompany a trocar criptomoedas por dinheiro fiduciário