Pai e filho confessam assassinato de criador de pirâmide financeira no RS após perderem R$ 200 mil

Maurício Dalpiaz tinha envolvimento em homicídio de ex-líder da D9 e era responsável por outra possível pirâmide financeira, a One Seven Company

Acerto de contas por nova pirâmide financeira motivou morte de ex-membro da D9, conclui polícia do RS
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)


A Polícia Civil de Sapiranga (RS) concluiu investigação sobre um caso de homicídio ocorrido em janeiro deste ano e comprovou sua ligação com esquemas de pirâmide financeira — em nível local e nacional. As informações são do portal local Repercussão.

De acordo com as investigações, o assassinato de Maurício Antônio Pastorio Dalpiaz, ocorrido no último dia 11 de janeiro, foi cometido por duas pessoas — pai e filho —que investiram um total de R$ 200 mil na One Seven Company, empresa que tinha Dalpiaz como proprietário.

A One Seven Company é mais uma dos esquemas que prometem lucros vultuosos em um curto prazo, por meio de supostos investimentos em criptomoedas.

“Era só uma fachada”, constata Fernando Pires Branco, delegado de Sapiranga

Ao constatarem que haviam perdido o capital investido, os dois autores do crime — que não tiveram seus nomes divulgados — foram cobrar explicações de Dalpiaz. O acerto de contas terminou com a morte do responsável pela One Seven, cujo corpo foi encontrado num matagal nos arredores de Sapiranga em janeiro.

No último dia 9 de maio, os dois suspeitos pelo crime foram presos e acabaram confessando após entrarem em contradição nos depoimentos à polícia.

Rastros de sangue

O próprio Dalpiaz já possuía histórico de participação em outro esquema de pirâmide financeira, acrescido de sangue. Ele estava envolvido na morte de Márcio Rodrigues dos Santos, líder da D9 assassinado em Balneário Camboriú (SC) em agosto de 2018.



Santos foi encontrado carbonizado dentro de um carro de luxo, um Audi A4. A ostentação com veículos é uma das marcas de líderes de esquemas de pirâmides financeiras.

Denunciado pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul (MP-RS) como um dos líderes da D9, Santos chegou a ser preso, mas liberado pouco depois. E continuou a cometer as falcatruas até sua morte.

A D9 tem Danilo Santana como criador. Ele é conhecido também como Danilo Dubaiano por atualmente viver foragido da Justiça na famosa cidade de Dubai, nos Emirados Árabes, onde leva uma vida luxuosa.

O esquema também serviu como “escola” para antigos líderes que depois integraram novos esquemas. Além de Dalpiaz com a One Seven, o ex-líder da Unick Forex Danter Silva também começou sua carreira na D9.


BitcoinTrade: Negocie criptomoedas com segurança e agilidade!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. 95% dos depósitos aprovados em menos de 1 hora! Acesse: bitcointrade.com.br