Imagem da matéria: Mozilla vai banir mineração de criptomoedas no Firefox; Opera, Google e Apple foram os primeiros
(Foto: Shutterstock)

O Firefox, navegador de internet da Mozilla Foundation, anunciou que vai proibir a atividade de mineração de criptomoedas em suas versões futuras. Segundo nota da empresa em 30 de agosto, a intenção é “conter práticas nocivas”.

O banimento deve acontecer porque a organização considera que as “práticas de mineração tornam a web um lugar mais hostil”.

Publicidade

A empresa ainda advertiu que a mineração de criptomoedas faz parte de um conjunto de práticas enganosas que invisivelmente coletam informações de usuários.

“Outros sites implantaram scripts de criptomoedas que silenciosamente são executados no dispositivo do usuário”, diz um trecho da nota.

A Mozilla, que é uma organização sem fins lucrativos, reforçou o porquê da proibição:

“Isso é mais do que proteger os usuários – é dar a eles uma voz. Alguns sites continuarão a querer dados do usuário em troca de conteúdo, mas agora eles terão que pedir por isso”.

O texto também tinha um autoelogio, onde a empresa cita sua ação pioneira em bloquear anúncios pop-up em meados de 2014.

Google, Apple e Opera proibiram

Há cerca de dois meses o Google fazia uma alteração nos termos da central de políticas do desenvolvedor e proibia aplicativos de mineração de criptomoedas no Google Play.

Publicidade

A proibição aconteceu num período em que Google e Apple promoviam ações em desfavor à atividade de mineração e também a anúncios de ofertas de startups oriundas do mercado criptoeconômico.

Em junho a Apple já havia feito uma atualização nas diretrizes de uso dos aplicativos iOS e Mac na Apple Store e também já tinha proibido a atividade de mineração de criptomoedas em iPhones e iPads.

Na ocasião, a empresa também informou que outras funções, como gerenciar e comercializar criptoativos ainda serão permitidas, mas que as carteiras de criptomoedas devem ter boas procedências.

No início do ano, o Opera, que já havia introduzido a proteção contra mineração em suas versões para desktop, também a estendeu para o navegador de smartphones.

Publicidade

Na ocasião, a empresa, homônima do navegador, calculou que mais de um bilhão de dispositivos em todo o mundo estariam mais lentos devido aos programas de mineração.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Grayscale lança fundo para oferecer exposição  a protocolos que conectam blockchain e IA

Grayscale lança fundo para oferecer exposição a protocolos que conectam blockchain e IA

“Os protocolos de IA baseados em blockchain incorporam descentralização, acessibilidade e transparência”, diz Grayscale
Imagem da matéria: Cocriador da Samourai Wallet deve sair da prisão em breve e se declarar inocente

Cocriador da Samourai Wallet deve sair da prisão em breve e se declarar inocente

Defesa e promotoria debatem se réu pode esperar julgamento em Portugal onde morava ou se deve ficar em Nova York
Fachada da Braiscompany em Campina Grande PB- Portal do Bitcoin

Justiça irá leiloar imóveis de operador financeiro da pirâmide Braiscompany

Imóveis são de  Joel Ferreira de Souza, que segundo o MPF auxiliava a Braiscompany a trocar criptomoedas por dinheiro fiduciário
Ilustração de moeda NOT dourada com logotipo do jogo Notcoin do Telegram

Notcoin cai 14% após novo projeto desagradar comunidade

Jogo viral do Telegram, Notcoin sofre um grande golpe à medida que o “recomeço” anunciado pelos criadores não surtiu efeito na comunidade