bitcoin
Imagem criada por Decrypt com uso de IA

Após começar a semana abaixo do nível de US$ 60 mil, o Bitcoin (BTC) recupera a importante marca nesta terça-feira (25), diminuindo as perdas nas últimas 24 horas para 0,3%. O BTC é negociado agora por volta de US$ 61.251, enquanto enfrenta uma desvalorização de 6,4% na semana, segundo dados do CoinGecko.

Em reais, o BTC cai 2% para R$ 332.046, de acordo com o Índice de Preço do Bitcoin (IPB).

Publicidade

O que parece assustar parte dos investidores é a confirmação de que os credores da exchange Mt.Gox serão ressarcidos a partir de julho. A expectativa é que os investidores recebam aproximadamente US$ 9 bilhões em Bitcoin a partir da próxima semana, o que pode gerar uma onda de liquidação caso eles resolvam vender suas participações na criptomoeda.

Uma das consequências da atual queda do Bitcoin é a fuga dos investidores para outras criptomoedas, o que faz sua dominância de mercado enfrentar a maior queda em cinco meses. O domínio do BTC caiu 1,8%, para 54,34% — o maior declínio percentual em um único dia desde 12 de janeiro, de acordo com dados do TradingView compartilhados pelo CoinDesk.

É possível visualizar esse movimento nos gráficos das principais altcoins do mercado. Solana (SOL), por exemplo, sobe 8% nas últimas 24 horas, cotada a US$ 137. O Ethereum também valoriza 2% no dia, enquanto os ganhos do Toncoin, Dogecoin e Cardano ficam entre 4% e 5%.

ETFs de Bitcoin seguem com saídas líquidas

Enquanto o Bitcoin enfrenta dificuldades em engatar uma valorização mais sólida, os investidores continuam a retirar capital dos principais ETFs da criptomoeda negociados nos Estados Unidos.

As saídas líquidas totalizaram US$ 174 milhões na segunda-feira (24). No entanto, ao longo das últimas cinco sessões, os ETFs de Bitcoin registraram perdas acumuladas de US$ 714 milhões, de acordo com a plataforma de análise de dados SoSovalue.

Publicidade

O fundo GBTC da Grayscale enfrentou a maior saída ontem (US$ 90 milhões), enquanto o fundo FBTC da Fidelity diminuiu em US$ 35 milhões.

O que não ajuda a segurar o preço do Bitcoin é a venda da criptomoeda pelos minedores da rede, que precisam de fundos para financiar suas operações e atualizar seus hardwares de mineração.

“Os mineradores de Bitcoin continuam extremamente mal pagos, pois os preços caíram e as taxas despencaram”, disse Julio Moreno, chefe de Pesquisa da CryptoQuant, no X.

O analista aponta que o suporte de preço para o Bitcoin atualmente está em US$ 56.000, sendo que uma queda abaixo desse nível poderia causar uma “correção significativa”.

  • Quer ter a chance de ganhar 1 ethereum (ETH)? Abra sua conta grátis no Mercado Bitcoin e comece a negociar o quanto antes
VOCÊ PODE GOSTAR
Sigla ETF ao lado de moeda dourada de Ethereum

ETFs de Ethereum na semana que vem? Veja a projeção de quando os fundos devem estrear nos EUA

Mercado aguarda ansioso desde maio pela estreia dos ETFs de Ethereum à vista nos EUA
Imagem da matéria: Vasco oferece experiências especiais para detentores de fan token na apresentação de Philippe Coutinho

Vasco oferece experiências especiais para detentores de fan token na apresentação de Philippe Coutinho

Coutinho será apresentado em São Januário neste sábado em evento exclusivo
bitcoin

Manhã Cripto: Bitcoin recua 2,2% apesar da queda da inflação nos EUA

Embora os dados macroeconômicos atuais sejam positivos, o Bitcoin ainda busca estabilidade em meio às preocupações pontuais dos investidores
Imagem da matéria: Musk Empire: jogo do Telegram permite que você ganhe cripto fingindo ser Elon Musk

Musk Empire: jogo do Telegram permite que você ganhe cripto fingindo ser Elon Musk

Este jogo de tap-to-earn em ascensão permite que você desenvolva e aprimore seu próprio Elon Musk antes de um airdrop de tokens