Imagem da matéria: Justiça condena Empiricus por não entregar o que prometeu em curso de criptomoedas
(Foto: Daniel Ducci)

A Justiça de São Paulo condenou a casa de análise Empiricus a transferir 12 unidade da criptomoeda Chainlink (LINK) a um antigo cliente ou pagar R$ 3,1 mil, valor atualizado dos ativos com correção e juros. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (19) no Diário Oficial do estado e cabe recurso.

Conforme os autos do processo, em agosto de 2019 o consumidor contratou da empresa o curso ‘Exponential Coins’, pelo preço de R$ 2,3 mil. Como bônus, a Empiricus disse que enviaria 12 LINK, mas não cumpriu a promessa.

Publicidade

Segundo o cliente, a casa de análise não transferiu os ativos digitais até dezembro daquele ano. Por causa de ‘todo o desgaste com a tentativa da aquisição das moedas’, ele decidiu cancelar o pacote, e acabou ficando sem os criptoativos prometidos.

Na ação, a Empiricus disse que não enviou as altcoins porque o consumidor preencheu o formulário errado e não enviou o endereço correto da carteira digital. “A parte autora informou o endereço residencial, contudo, deveria informar os dados da conta digital para recepção das criptomoedas”, cita os autos.

No processo, a casa de análise disse ainda que a bonificação foi disponibilizada em 2019 e que, após dois anos, não seria mais possível enviar as criptomoedas.

Pedido do cliente é procedente, diz juíza

A juíza Carolina Conti Reed, responsável por julgar o caso, entendeu que a alegação do cliente procede, pois existe uma relação de consumo entre as duas partes, regida pelo Código de Defesa do Consumidor:

Publicidade

“Portanto, somente mediante solicitação prévia do consumidor, que pressupõe expressa manifestação de vontade dele no sentido de adquirir produtos ou serviços, é que a requerida poderia lançar cobranças, e efetivamente cumprir sua parte no contrato, disponibilizando a bonificação, ou seja, o envio das 12 unidades de moedas”.

“Ante o exposto, julgo procedente o pedido inicial, para: obrigar a ré a proceder a entrega ao autor das 12 unidades da moeda virtual Chainlink (LINK), no prazo de 10 dias, a contar da publicação da presente ou subsidiarimente efetuar o pagamento de R$ 3.143,76, valor atualizado das moedas, corrigida monetariamente desde o desembolso e acrescida de juros de mora de 1% ao mês desde a citação”.

Em nota, a Empiricus disse que recebeu a sentença na quarta-feira (18) e ainda está avaliando se vai recorrer.

Problemas na Empiricus

Não é a primeira vez que a casa de análise tem problemas na Justiça por causa de criptomoedas.

Em abril, o procurador da República Alexandre Senra entrou com uma representação no Ministério Público Federal (MPF) contra uma campanha publicitária da Empiricus sobre investimentos em ativos digitais.

No documento, Senra disse que a empresa estava ‘se valendo de publicidade enganosa e prática abusiva para atrair consumidores’.

Na época, a empresa disse em nota para o Portal do Bitcoin que seguia o Código de Defesa do Consumidor e que a propaganda estava em conformidade com a legislação.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM julga hoje a Olymp Trade, corretora proibida no Brasil promovida por Ronaldinho Gaúcho

A plataforma forex prometia retornos de até 92%
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM aplica multa de R$ 680 mil em corretora promovida por Ronaldinho Gaúcho

Promovida pelo ex-craque da Seleção, Ronaldinho Gaúcho, a Olymp Trade prometia retornos de até 92%
Imagem da matéria: "Jogo do Tigrinho" deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

“Jogo do Tigrinho” deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

A liberação do “Jogo do Tigrinho” deve ser feita por meio de portaria que será emitida pelo Ministério da Fazenda
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas