Imagem da matéria: Japão mais um Passo na Frente: Quatro Novas Exchanges de Criptomoedas são Aprovadas

A Japanese Financial Services Agency (FSA) postou em seu site os detalhes de quatro novas exchanges de criptomoedas que a agência aprovou em 1º de dezembro. Esta é a segunda vez que a FSA aprovou uma lista de exchanges de criptomoedas. A primeira vez foi em 29 de setembro, quando 11 exchanges receberam o registro.

A FSA explicou que apenas as moedas digitais manipuladas pelas 15 exchanges aprovadas são confirmadas para “corresponder à definição em conformidade com a lei de liquidação de fundo”, com base nas informações fornecidas por cada exchange. A lei de liquidação de fundo entrou em vigor em 1º de abril. Ela legaliza o bitcoin como método de pagamento no Japão e requer que as exchanges de criptomoedas se registrem na FSA para operar.

Publicidade

As quatro empresas aprovadas nesta rodada são exchanges recentemente estabelecidas: Tokyo Bitcoin Exchange Co. Ltd, Bit Arg Exchange Tokyo Co. Ltd, FTT Corporation e Xtheta Corporation.

De acordo com o site da FSA, três das quatro empresas acima só foram aprovadas para negociar bitcoin (BTC). Somente a Xtheta Corporation foi aprovada para negociar criptomoedas adicionais: Ether (ETH), Bitcoin Cash (BCH), ripple (XRP), litecoin (LTC), ethereum classic (ETC), NEM (XEM), monacoin (MONA) e counterparty tokens (XCP).

Mais aplicações sendo analisadas

A FSA ainda está revisando uma série de aplicações. No final de setembro, além das 11 exchanges aprovadas na época, a Nikkei informou que 17 empresas estavam com “revisão em andamento”. Doze empresas não atendiam aos requisitos de registro da agência e encerraram suas operações posteriormente.

Entre as aplicações atualmente em revisão, uma é da segunda maior exchange de bitcoins do Japão, a Coincheck. A exchange emitiu uma declaração na sexta-feira, esclarecendo que a sua aplicação para se registrar como “negociante de câmbio virtual” foi submetida em 13 de setembro e ainda está “em revisão”. No entanto, a Coincheck assegurou aos seus clientes que “ainda somos capazes de fornecer o serviço como de costume”.

Publicidade

No mês passado, a FSA publicou um documento que esclareceu suas políticas administrativas, incluindo sobre criptomoedas e oferta inicial de moedas (ICOs). O documento descreve como as empresas de criptomoedas serão monitoradas. Isso segue o anúncio da agência de que começou a monitorar as onze exchanges que foram aprovadas em setembro.

Leia Também: Centro Comercial na Coreia do Sul Adiciona Pagamento em Bitcoin para 620 Lojas

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: EUA tentam recuperar R$ 13 mi que golpistas enviaram à Binance para cometer lavagem de dinheiro

EUA tentam recuperar R$ 13 mi que golpistas enviaram à Binance para cometer lavagem de dinheiro

Esquema usando o golpe de “abate de porcos” lavou US$ 2,5 milhões em USDT, da Tether, em duas contas na Binance
Imagem da matéria: 7 altcoins que estão superando a recuperação do mercado de criptomoedas

7 altcoins que estão superando a recuperação do mercado de criptomoedas

A temporada das altcoins está começando? Embora as criptomoedas de primeira linha estejam de lado, algumas altcoins registram ganhos impressionantes de até 11% hoje
pilha de moedas douradas XRP Ripple

XRP valoriza mais de 40% na semana; entenda os motivos

Enquanto alguns especialistas acreditam que a alta do XRP agora dará uma pausa, traders apostam no potencial de mais ganhos nas próximas semanas
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin deixa ABcripto por diferença de valores e possível entrada futura da Binance

Mercado Bitcoin deixa ABcripto por diferença de valores e possível entrada futura da Binance

“Não queremos estar lá quando a Binance estiver associada, porque estamos no espectro totalmente oposto”, diz CEO Reinaldo Rabelo