Golpistas usam imagem de Bill Gates no Youtube para promover falsa distribuição de bitcoin

Golpistas usam imagem de Bill Gates no Youtube promover falsa distribuição de bitcoin
Criador da Microsoft (Foto: Shutterstock)


Golpistas que aplicavam o esquema do falso airdrop de bitcoin nas redes sociais, principalmente no Twitter, migraram recentemente para o Youtube.

Usando o nome do Bill Gates, o criador da Microsoft, e prometendo dobrar bitcoins, os hackers usaram contas supostamente roubadas para promover o falso evento.

No formato de live, com vídeo manipulado para criar a impressão de que Gates estava promovendo o golpe, os hackers anunciavam um airdrop de bitcoin.

No entanto, para participar, os usuários teria que mandar uma certa quantia de bitcoin; para o envio de 0,1 btc o usuário receberia de volta 0,2 btc; para 5 BTC, 10 BTC. Vale lembrar que Bill Gates é cético em relação ao bitcoin.

Reprodução/Youtube

Bill Gates no Youtube

De acordo com o site ZDNet, a Microsoft afirmou que nenhuma de suas contas verificadas foi invadida. Portanto, as contas supostamente hackeadas foram renomeadas com o nome da gigante de informática para dar ar de legitimidade ao airdrop.

Assim sendo, as marcas da empresa criada por Gates —  Microsoft US; Microsoft Europe e Microsoft News, dentre outras — não passam de falsa identidade.

Hackers criaram dezenas de contas falsas

Pelo menos 30 perfis falsos reproduziram antigos vídeos de eventos em que Bill Gates participou. Os títulos, porém, eram todos falsos.



Em uma das contas, o título do vídeo era sobre o futuro do bitcoin, coronavírus e mais. Outros títulos enganosos sugeriam que empresário falava sobre produtos da microsoft, mercados e tecnologias.

Youtube deletou contas

Conforme reportou o ZDNet, o Youtube interveio e interrompeu as transmissões. Um dos canais — Microsoft Promotion, com 2,63 milhões de inscritos —  continua aberto, mas sem conteúdo.

Embora alguns dos endereços tenham recebido algumas frações de bitcoin, não é possível calcular a quantidade de bitcoin que o golpe conseguiu. Isso porque os canais que tinham os endereços na descrição  do assunto foram apagados.

Hacker x hacker

Segundo o ZDNet, a conta de uma conhecida comunidade de hackers da Alemanha, The Chaos Computer Club, também foi usada no golpe.

Na segunda-feira (30), o representante da conta inclusive alertou no Twitter:

“Por motivo de segurança ignore nosso canal do Youtube até novo aviso”.

Àquela altura, o endereço de bitcoin anunciado no canal ainda não havia recebido nenhum transferência.

Velho golpe no Twitter

No ano passado várias golpistas usaram nomes de famosos do mercado de criptomoedas para aplicar golpe semelhante. Vitalik Buterin e John McAfee foram alguns.

Entre as personalidades famosas  no mundo, o nomes de Elon Musk, Richard Branson, e até mesmo Donald Trump, foram usados como chamativos.

Em agosto daquele ano, um ‘falso Trump’ anunciava a distribuição de Bitcoin e Ethereum. Inclusive a conta do golpista tinha o selo de verificação da rede de microblogs. Com a mesma proposta do ‘hacker da microsoft’, o endereço usado chegou a receber 17 Bitcoins.

No mesmo mês, uma conta fake no nome do cofundador da Tesla, Elon Musk, foi criada e passou a oferecer também as duas criptomoedas de graça — e nos mesmos moldes.

No início daquele ano, o bilionário Richard Branson, fundador da gigante Virgin Group, chegou a comentar o assunto no blog oficial da empresa.

Na ocasião, ele disse que estava preocupado com a quantidade de golpes envolvendo o Bitcoin e ilegalmente a sua imagem.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br