Imagem da matéria: EUA: Empresas de criptomoedas vão criar lista de golpistas para limpar o mercado
Foto: Shutterstock

Várias empresas do setor de trading de criptomoedas se reuniram para avaliar a criação de uma lista negra de golpistas que agem no mercado. A intenção é evitar o aumento de golpes que atormentam a criptoeconomia ainda pouco regulamentada, reportou o Bloomberg em publicação na quarta-feira (08).

De acordo com a reportagem, Ripple, Cumberland, Galaxy Digital Holdings e mais 30 outras empresas se reuniram na terça-feira (07) em Chicago (EUA) para debater o assunto. Eles creem que a ação vai inibir a migração de criminosos que agem no mercado tradicional à criptoeconomia.

Publicidade

A reunião foi organizada pela Crypto OTC Roundtable Asia (CORA), uma associação independente com foco em identificar golpes no mercado de criptomoedas.

Um dos pontos debatidos foi acrescentar à lista empresas que de algum modo, direta ou indiretamente, se envolveram com atividades ilícitas, como lavagem de dinheiro e tráfico de drogas.

“Embora o mercado de criptomoedas em uma década tenha atraído os melhores tecnólogos e desenvolvedores, bem como uma gama de ex-traders de Wall Street, ele também tem sido um imã para golpistas e criminosos”, disse o Bloomberg.

Ação para regulador ver

Segundo Darius Sit, sócio-gerente da empresa de criptografia QCP Capital, com sede em Singapura, uma ação como essa poderia fazer brilhar os olhos dos reguladores.

Publicidade

“Uma iniciativa de autogovernança como essa também é algo que os reguladores estão ansiosos para ver, disse ele ao site.

Sit acredita que esse tipo de atitude melhora os padrões  para a comunidade de criptomoedas e se adequa a conformidades e responsabilidades que não atrairia tantos criminosos.

Analista de criptomoedas discorda

Vishal Shah, analista de criptomoedas que coopera com várias empresas do setor, considerou não ser tão fácil identificar e ter certeza de que uma empresa é boa ou ruim para estar ou não em uma lista negra.

“A definição de um mau ator é vaga”, disse Shah. Ele acrescentou que há várias razões para isso, como um erro de processamento em um banco de criptomoedas, por exemplo, que poderia prejudicar uma empresa em cumprir com sua parte técnica.

Publicidade

Conforme a publicação, o evento encerrou com a maioria concordando com os planos, mas que a reunião deixou claro que ainda há muito a ser feito para estabelecer um ambiente comercial ordenado e confiável, especialmente nos contratos de derivativos de mercado de balcão.

Processo será lento

Yoshi Nakamura, da equipe de trading da Galaxy Digital, que também participou do encontro, disse que o processo é lento, mas um ‘CORA’ ajudaria na aproximação entre a criptoeconomia e o mercado tradicional de ativos.

“É importante engatinhar, ficar em pé, andar e correr. Agora estamos engatinhando e ficando em pé. É importante criar a ponte e é importante continuar trabalhando nela”, disse.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: 101 Perguntas sobre Ethereum: Editora Portal do Bitcoin lança guia definitivo sobre a criptomoeda

101 Perguntas sobre Ethereum: Editora Portal do Bitcoin lança guia definitivo sobre a criptomoeda

O livro é voltado para o público iniciante e explica o potencial transformador dos contratos inteligentes e a descentralização promovida pelo Ethereum
Imagem da matéria: R$ 6,8 bilhões em Bitcoin foram sacados de corretoras em novembro, aponta Glassnode

R$ 6,8 bilhões em Bitcoin foram sacados de corretoras em novembro, aponta Glassnode

Em geral, quando os investidores transferem seus ativos de corretoras para suas próprias wallets, se preparam para segurar Bitcoin a longo prazo
Imagem da matéria: Novo CEO da Binance mantém velhos costumes de CZ e se recusa a dizer onde fica sede da corretora

Novo CEO da Binance mantém velhos costumes de CZ e se recusa a dizer onde fica sede da corretora

Teng não gostou de ser questionado sobre a sede da Binance e rebateu jornalista: “Por que você se sente no direito de ter essas respostas?”
logo a binance no celular e bandeira dos EUA no fundo

SEC segue atrás de provas de fraude na operação da Binance nos EUA, diz jornal

Em junho, a SEC acusou CZ e a Binance global de exercer “controle completo” sobre os ativos dos clientes americanos e de misturar os fundos “como bem entendem”