Imagem da matéria: “Empreendedores Daqui Apertaram a Tecla 'F' para o Brasil”, diz Consultor de ICO
(Foto: Bruno Menezes/Epoch Times)

São raros os painéis que realmente tem algum debate. Contudo, na discussão sobre IPOs e ICOs, na conferência Blockchain Festival na manhã desta quarta-feira (23), em São Paulo, gerou controvérsia sobre o tema.

Logo na abertura, o mediador, Anderson Thees, da Redpoint Ventures, avisou: Fabio Seixas, da Taylor, não poderia vir porque está enfrentando uma crise – o ICO da empresa havia sido hackeado. Ao mesmo tempo, Seixas, cuja empresa tem sede na Estônia, representa uma tendência que está se vendo no Brasil e que foi comentada por Courtnay Guimarães, da Idea Partners, uma empresa que faz consultoria para ICOs.

Publicidade

“Brasil está fora do mapa. Os melhores empreendedores daqui apertaram a tecla F para o Brasil e foram para fora”, disse Guimarães.

O consultor também afirmou que para uma empresa fazer uma oferta inicial de moedas e “ninguém ser preso”, o custo seria de US$ 4 milhões. Sobre o benchmark regulatório, ele disse que a Suíça é de longe o melhor exemplo a ser seguido.

Já Régio Soares Ferreira Martins, da B3 (antiga Bovespa), defendeu os IPOs com força. Martins lembrou que a tradição fez com que os IPOs se tornassem mais seguros para o investidor e que o processo de financiamento de uma startup, pela natureza do risco, precisa de três características por parte do investidor: sofisticação, pulverização e paciência.

“Podemos estar criando um veículo, os ICOs, e abusando de investidores que não são tão sofisticados e não tem capital para pulverizar. É preciso ter um escrutínio muito forte. É preciso que o investidor tenha a quem recorrer caso algo dê errado”, disse Martins.

Publicidade

Também presente no painel, o especialista em criptomoedas da XP Investimentos, Fernando Ulrich, disse algo que tem sido esquecido em conferências diversas: o Blockchain não existiria sem o Bitcoin. “O do Bitcoin realmente funciona muito bem. Os outros precisam ser testados”, afirmou.

Sobre o tema do debate, Ulrich trouxe outro ponto relevante: “Os ICOs permitem o fracionamento, o que abaixa o nível de entrada. No IPO, a barreira é muito maior”.

O especialista da XP aproveitou um comentário elogioso sobre a China por parte de Guimarães para criticar os reguladores do estado: “Via de regra os reguladores ao se depararem com uma tecnologia disruptiva, eles veem apenas essa inovação como algo que atrapalha a regulação que já existe”.

 

BitcoinTrade

Comprar e vender Bitcoin e Ethereum ficou muito mais fácil. A BitcoinTrade é a plataforma mais segura e rápida do Brasil. Além disso, é a única com a certificação de segurança PCI Compliance. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: https://www.bitcointrade.com.br/

VOCÊ PODE GOSTAR
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM julga hoje a Olymp Trade, corretora proibida no Brasil promovida por Ronaldinho Gaúcho

A plataforma forex prometia retornos de até 92%
Imagem da matéria: Usuários da 99Pay têm chaves PIX vazadas, alerta Banco Central

Usuários da 99Pay têm chaves PIX vazadas, alerta Banco Central

Também foram potencialmente expostos dados como nome do usuário, CPF com máscara, instituição de relacionamento, agência e número da conta
Imagem da matéria: "Jogo do Tigrinho" deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

“Jogo do Tigrinho” deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

A liberação do “Jogo do Tigrinho” deve ser feita por meio de portaria que será emitida pelo Ministério da Fazenda
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas