Em momento histórico, Bitcoin passa por seu terceiro halving às 16h23

Redução na oferta de novos bitcoins cria alta expectativa nos investidores

Foto: Shutterstock

Após 46 meses desde o último halving, realizado em 9 de julho de 2016, o bitcoin passou por seu terceiro halving. Às 16h23h desta segunda-feira (11), o bloco 630.000 foi minerado pela Antpool, dando início a uma nova fase na criptomoeda.

A partir de agora, a recompensa adquirida por bloco minerado será de 6,25 BTC, metade dos 12,5 BTC obtidos até então. Com isso, o mercado deixa de receber 1800 novos bitcoins por dia para receber apenas 900. A inflação anual do bitcoin passará a 1,8% ao ano.



A alta recente no preço do Bitcoin reflete a forte expectativa dos investidores. No ano, o bitcoin chegou a acumular valorização de 40%, que for perdida nas últimas horas após o preço cair de US$ 10.000 para US$ 8.500. Ainda assim, os ganhos superam 20%.

Em Real, a valorização é ainda mais alta. Como o BTC é cotado em dólar, os brasileiros sofrem a com volatilidade da moeda americana também. Como o dólar disparou, o bitcoin subiu 72% na cotação em real.

O que é o halving

O halving é um evento programado para ocorrer a cada 210 mil blocos minerados da rede do Bitcoin, o que leva aproximadamente 4 anos. 

Esse evento corta a emissão da moeda digital pela metade, criando um choque de oferta (produção) e aumentando a escassez do ativo no mercado. Também garante que as moedas digitais serão emitidas em um ritmo estável, seguindo uma taxa previsível programada em queda.

Em novembro de 2012, quando aconteceu o primeiro Halving, a emissão foi reduzida de 50 BTCs para 25 BTCs a cada 10 minutos (tempo de mineração do bloco). No segundo halving (2016), esse valor caiu para 12,5 BTCs.

O bitcoin tem uma quantidade total limitada de 21 milhões de unidades. Atualmente, cerca de 86% de todos os bitcoins já foram minerados. Agora devem acontecer somente mais 32 eventos desse tipo. O próximo é estimado para 2024; o último, para 2140 – quando será atingida a marca de 21 milhões de unidades cessada a geração de novos bitcoins.

Isso faz parte da política econômica do Bitcoin, que foi projetada para parar a inflação depois que todos os satoshis tiverem sido minerados.