Sam Bankman Fried
Foto: Reprodução/YouTube

A Voyager Digital, empresa por trás da carteira de criptomoedas Voyager, anunciou nesta quarta-feira (22) que fechou um contrato para receber empréstimo com da Alameda Ventures, companhia fundada por Sam Bankman-Fried, que é mais conhecido como fundador e CEO da exchange FTX. O acordo é de US$ 200 milhões em stablecoins USD Coin (USDC) e uma linha de crédito de 15.000 bitcoins, avaliados atualmente em cerca de US$ 310 milhões.

Segundo a Voyager Digital, o empréstimo visa ajudar a companhia a atender às necessidades de liquidez dos clientes durante esse período de crise no mercado. É a segunda empresa nesta semana que ganha um fôlego através das iniciativas Bankman-Fried. Na terça (21), a credora cripto BlockFi garantiu uma linha de crédito rotativo de US$ 250 milhões junto à FTX.

Publicidade

“Conforme divulgado anteriormente, os recursos da linha de crédito destinam-se a ser usados ​​para salvaguardar os ativos dos clientes à luz da volatilidade atual do mercado e somente se tal uso for necessário”, diz a Voyager.

Aviso de calote

A Voyager Digital também pode emitir um aviso de inadimplência à Three Arrows Capital (3AC), caso esta não cumpra dois pedidos de reembolso. Um é de US$ 25 milhões em USDC, com vencimento na próxima sexta-feira (24) e o outro é do restante devido em USDC e BTC, com prazo final na segunda-feira (27).

Um eventual calote da abatida Three Arrows Capital, uma das principais empresas de empréstimos cripto, poderia abalar o já combalido mercado de criptomoedas e influir no preço de ativos como o Bitcoin.

“Nenhum desses valores foi reembolsado, e caso a 3AC falhe em reembolsar qualquer valor solicitado até essas datas especificadas, receberá um aviso de inadimplência. A Voyager pretende recuperar os fundos na 3AC e está discutindo com os consultores da empresa sobre os recursos legais disponíveis. A companhia não pode avaliar neste momento o tamanho valor que poderá ser recuperado”, concluiu.

Publicidade

Embora a 3AC tenha se mantido em silêncio sobre sua aparente crise de liquidez, o cofundador Kyle Davies disse ao Wall Street Journal na sexta-feira que a empresa contratou consultores jurídicos e financeiros “para ajudar a encontrar uma solução para seus investidores e credores”.

Davies também sugeriu que a 3AC pode ter várias opções na mesa, incluindo venda de ativos ou um possível resgate por outra empresa.

Após revelar ser credora de aproximadamente US$ 310 milhões da 3AC, as ações da Voyager Digital caíram mais de 60% — no momento do texto, a queda é de 51%.

Three Arrows Capital insolvente?

Havia rumores de que Three Arrows Capital, com sede em Cingapura, um dos maiores fundos de hedge de criptomoedas, pelo menos até recentemente, estava à beira da insolvência depois de não atender às chamadas de margem de vários credores, incluindo BlockFi e a empresa de serviços financeiros Genesis Trading.

Publicidade

Embora a BlockFi não tenha confirmado diretamente que tomou medidas sobre a posição da 3AC, o CEO da empresa, Zac Prince, twittou na última quinta-feira que a empresa negociou com um grande cliente que não cumpriu suas obrigações.

Ele acrescentou: “Aceleramos totalmente o empréstimo e liquidamos ou protegemos totalmente todas as garantias associadas”, disse Prince, acrescentando que “nenhum fundo de cliente é afetado”.

*Com informações do Decrypt

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: De “Bitcoin é uma fraude” a candidato cripto: como Trump mudou para agradar investidores

De “Bitcoin é uma fraude” a candidato cripto: como Trump mudou para agradar investidores

O ex-presidente dos EUA já chamou o Bitcoin de fraude, mas agora se aproxima do setor cripto para angariar votos
Imagem da matéria: Diretor da Binance no Brasil faz reunião com Banco Central para tratar sobre “supervisão”

Diretor da Binance no Brasil faz reunião com Banco Central para tratar sobre “supervisão”

Sobrinho do Ministro da Economia, Guilherme Haddad Nazar irá se encontrar o diretor de fiscalização e a diretora de supervisão de conduta do BC
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Brasil é o 6º país com maior adoção de criptomoedas do mundo

Ranking global de adoção de criptomoedas é liderado pelos Emirados Árabes, com 25%; Brasil aparece em 6º, com 17,5%
hamster kombat jogo telegram

Hackers tentam roubar criptomoedas de jogadores do Hamster Kombat

Os golpistas têm anunciado falsos airdrops e pré-venda do token que ainda não existe