Imagem da matéria: Criador da FTX pagou US$ 40 milhões a  funcionários do governo chinês, acusam EUA
SBF durante entrevista ao NYT (Foto: Reprodução/The New York Times)

Sam Bankman-Fried, o criador da falida corretora FTX, gastou US$ 40 milhões em criptomoedas para subornar pelo menos um funcionário do governo chinês, revelaram nesta terça-feira (28) os promotores federais dos EUA em uma nova acusação contra o empresário.

O suborno teria acontecido porque algumas contas da Alameda Research, que controlavam cerca de US$ 1 bilhão em fundos, foram congeladas pela polícia chinesa em novembro de 2021, conforme apontou reportagem da CNBC, que teve acesso ao processo.

Publicidade

Para recuperar os valores, SBF e outros “dirigiram e causaram a transferência” de pelo menos US$ 40 milhões em criptomoedas “destinada ao benefício de um ou mais funcionários do governo chinês, a fim de influenciá-los e induzi-los” a descongelar algumas dessas contas.

Os promotores americanos alegam que após vários esforços legais e pessoais de descongelar as contas falharem, SBF por fim “concordou e dirigiu um suborno multimilionário para desbloquear as contas”.

O valor do suborno partiu da principal conta de negociação da Alameda Research para uma carteira privada de criptomoedas — supostamente controlada por um agente do governo chinês — as contas da empresa acabaram descongeladas.

Após o US$ 1 bilhão em ativos serem descongelados, Bankman-Fried voltou a autorizar uma transferência de dezenas de milhões de dólares em criptomoeda adicional para completar o suborno, acrescentou a Reuters.

Publicidade

13 acusações contra SBF

Com as novas descobertas sobre irregularidades nos negócios internacionais liderados por Bankman-Fried, a acusação de suborno agora se soma às outras 12 acusações que o SBF já acumulava no longo processo que enfrenta nos EUA e que vão de lavagem de dinheiro a fraude e conspiração.

Até o momento, a defesa do empresário não respondeu aos pedidos de comentários dos principais veículos da imprensa.

A nova acusação chega apenas um dias depois dos advogados de SBF e promotores dos EUA terem chegado a um novo acordo sobre as condições revisadas da fiança do empresário, após ser levantada a possibilidade de enviar Bankman-Fried de volta para a prisão para que ele aguardasse o seu julgamento confinado. 

Segundo a Reuters, a ideia de prender SBF foi levantada novamente após crescer nos promotores a preocupação de que o empresário poderia estar adulterando provas e persuadindo testemunhas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Correlação entre Bitcoin e Ether está prestes a passar por "cruz da morte"; entenda os efeitos

Correlação entre Bitcoin e Ether está prestes a passar por “cruz da morte”; entenda os efeitos

A “cruz da morte” poderá frear os avanços do Ethereum e demais altcoins
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Proprietários de criptomoedas são uma força na eleição dos EUA de 2024, diz estudo

Quase um em cada cinco eleitores possui criptomoedas, o que os torna um eleitorado potencialmente poderoso em novembro, segundo a Galaxy Digital
Imagem da matéria: Dogwifhat cai 15% e lidera perdas de memecoins em meio à lentidão da Solana

Dogwifhat cai 15% e lidera perdas de memecoins em meio à lentidão da Solana

As memecoins da Solana caíram da noite para o dia, enquanto os devs correm para consertar os problemas de congestionamento da rede
Imagem da matéria: Veja quem são as 22 pessoas mais ricas do setor de criptomoedas em 2024

Veja quem são as 22 pessoas mais ricas do setor de criptomoedas em 2024

Conheça as pessoas mais ricas do mercado cripto que apareceram na lista de bilionários da Forbes de 2024