Imagem da matéria: Corretora Huobi vai encerrar conta de todos os clientes de Singapura
Foto: shutterstock

A Huobi Global incluiu Singapura em sua lista de jurisdição restrita e por isso vai ter que encerrar as contas de todos os usuários locais até 31 de março de 2022 para cumprir as regulamentações, disse a exchange em um comunicado na terça-feira (09).

“Huobi Global não pode mais oferecer serviços para usuários baseados em Singapura”, diz um trecho da nota. A empresa lamentou a decisão e agradeceu os clientes. Em seguida, alertou os usuários da plataforma a tomar medidas imediatas, fechar posições de trading e sacar suas criptomoedas antes da data mencionada. 

Publicidade

Em julho deste ano, a exchange, que possui várias filiais espalhadas pelo mundo, tomou a mesma medida a usuários dos Estados Unidos, Canadá, entre outros países, que também estão proibidos de negociar na plataforma. Grande parte de sua equipe foi então transferida para Singapura, ressaltou o Coindesk ao comentar o assunto.

Com medida igual tomada na China após repressão do governo, a Huobi agora pretende compensar o déficit de usuários explorando novas jurisdições, pois sua receita corre o risco de cair pela metade. Para se ter uma ideia, uma pesquisa recente do Independent Reserve concluiu que 40% da população de Singapura possui alguma criptomoeda.

Recentemente, também, a Huobi estimou que pode perder 30% de todo seu faturamento só com o encerramento de usuários na China. “Não haverá usuários chineses na plataforma […], então nossas receitas [desses clientes] chegarão a zero”, disse o cofundador da Huobi, Du Jun, na terça-feira (09). 

Por conta disso, a exchange considera quadruplicar seu número de funcionários — atualmente a corretora possui mais de mil empregados — como parte de sua tentativa de expandir globalmente. “Precisamos nos tornar globais”, disse Jun.

Publicidade

Em setembro, a Binance também foi adicionada à ‘Lista de Alerta ao Investidor’ da Autoridade Monetária de Singapura (MAS), como ocorreu também em outros lugares da Ásia, como Japão e Malásia, que alertaram que a exchange operava sem a licença necessária.

VOCÊ PODE GOSTAR
Tela de celular mostra logotipo Drex- no fundo notas de cem reais

Qual é o problema de privacidade do Drex e por que é tão difícil resolvê-lo

Em maio, o Banco Central adiou o projeto do Drex para resolver problemas de privacidade, mas o que isso significa?
Smartphone mostra logotipo da Binance à frente de tela de negociação

Binance vai excluir seis pares de negociação com Bitcoin, BNB e stablecoins; confira

As remoção das listagens ocorrem entre esta semana e a próxima; veja as datas e horários
Imagem da matéria: Criador da pirâmide BlueBenx, Roberto Cardassi é preso em Portugal

Criador da pirâmide BlueBenx, Roberto Cardassi é preso em Portugal

Cardassi e a BlueBenx pararam de pagar os milhares de clientes em 2022, deixando um prejuízo estimado em R$ 160 milhões
Imagem da matéria: Jogador que traiu Iza perdeu R$ 50 mil na pirâmide Braiscompany

Jogador que traiu Iza perdeu R$ 50 mil na pirâmide Braiscompany

Yuri Lima entrou na Justiça alegando ter aplicado R$ 50 mil na Braiscompany, pirâmide financeira que ruiu em dezembro de 2022