Imagem da matéria: Blockchain atende novas demandas do consumidor, diz secretário de Agricultura de SP
Foto: Shutterstock

A tecnologia Blockchain atende a novas demandas do consumidor em suas decisões diárias, segundo o secretário da Agricultura do governo de São Paulo, Gustavo Junqueira. Em live na quarta-feira (18), o chefe da Secretaria debateu com especialistas a importância dos processos de certificação e rastreabilidade de produtos agrícolas.

“Saber quando uma fruta foi colhida, por exemplo, dará a segurança na hora da compra de alimentos”, disse Junqueira.

Publicidade

Participaram do evento a diretora de transformação digital da Nestlé Brasil, Carolina Sevciuc; o presidente da APAS, Ronado dos Santos; e a líder de inovação da Blockchain Academy, Maria Teresa Aarão.

A live foi mais um episódio do projeto ‘Caminhos do Agro SP’, que aborda a importância da sustentabilidade.

Blockchain na pós pandemia

A pandemia de coronavírus provocou mudanças significativas no mundo, diz o artigo da Secretaria. Com elas, explicou, vieram novos comportamentos do consumidor que passam a ser um dos desafios na cadeia de alimentos.

O órgão explica que houve uma aceleração no processo de mudança de hábitos alimentares. O consumidor passou então a se preocupar mais com os quesitos saudabilidade e segurança e por isso ele acredita que levar tecnologia ao produtor é fundamental.

Assunto principal do debate, a tecnologia blockchain pode ser uma aliada neste momento para atender os anseios do consumidor que cada vez mais busca transparência e confiabilidade no produto que consome, diz o texto.

“Essas mudanças exigem um esforço dinâmico, mas podem ser feitas”, acrescentou Junqueira.

Consumidor busca por transparência

Para Maria Teresa Aarão, o Blockchain é resposta ao que o mercado demanda sobre o controle do ciclo de vida de produtos.

Publicidade

“É um banco de dados com segurança, integridade e garantia de origem e vai trazer muito mais velocidade de informação ao consumidor”, explicou, acrescentando: “O blockchain é uma grande esperança de otimização nesta certificação de origem.

Carolina Sevciuc, da Nestlé, acredita que o blockchain vem para ‘dar luz’ ao pequeno produtor. 

“O consumidor está pulsando por transparência e esse é o diálogo necessário que vai do campo até a mesa. Está claro que a tecnologia é essencial”, comentou no artigo.

Para o presidente da Associação Paulista de Supermercados, Ronaldo dos Santos, a busca pela segurança alimentar é uma tendência evidente e a tecnologia blockchain pode acelerar isso, dando inclusive mais visibilidade a pequenas marcas.

“Quando o consumidor está com a renda estável, a tendência é buscar por produtos ‘de marca’ como sinônimo de qualidade. A tecnologia do blockchain pode acelerar para que novas marcas ganhem a confiança do consumidor”, comentou.

Publicidade

O projeto ‘Caminhos do Agro SP’

De acordo com o artigo, o projeto “Caminhos do Agro SP” é resultado de uma parceria entre InvestSP, Fundag, TV Cultura, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e a iniciativa privada.

Os episódios podem ser acompanhados nos canal do YouTube da Secretaria. Veja a agenda.

25 de novembro: Live Olericultura

02 de dezembro: Episódio Exportação

09 de dezembro: Live Soja

16 de dezembro: Episódio Conectividade

VOCÊ PODE GOSTAR
Mão segurando celular com logo da Toncoin e no fundo ícones do Telegram

Rede TON do Telegram vai se conectar ao Ethereum via blockchain de segunda camada

Em meio ao boom dos jogos do Telegram, The Open Network está pronta para lançar uma camada 2 compatível com Ethereum em colaboração com a Polygon
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM aplica multa de R$ 680 mil em corretora promovida por Ronaldinho Gaúcho

Promovida pelo ex-craque da Seleção, Ronaldinho Gaúcho, a Olymp Trade prometia retornos de até 92%
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM julga hoje a Olymp Trade, corretora proibida no Brasil promovida por Ronaldinho Gaúcho

A plataforma forex prometia retornos de até 92%