Imagem da matéria: Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro
Foto: Shutterstock

A semana no mercado de criptomoedas começa um pouco mais tranquila diante de poucos dados macroeconômicos relevantes, mas esta terça-feira (9) pode ver um aumento de volatilidade do Bitcoin (BTC) e outros ativos como efeito das falas do presidente do Federal Reserve (o Banco Central dos EUA), Jerome Powell, e pelos dados de inflação nos EUA, que serão divulgados na quinta-feira (11).

Essa é a avaliação de Beto Fernandes, analista da Foxbit, que aponta que o Bitcoin “parece estar indo um pouco na contramão desta ‘calmaria’, fazendo novos testes do fundo em US$ 54 mil”, ainda que tenha conseguido recuperar o preço.

Publicidade

Na tarde desta segunda-feira (8), o BTC operava com queda de 2,2% no acumulado de 24 horas, cotado em torno de US$ 55,7 mil.

Na análise técnica, o gráfico diário aponta que uma queda aos US$ 50,5 mil é uma possibilidade, o que fecharia “perfeitamente” o desenho de Bart – em referência ao personagem Bart Simpson -, segundo Fernandes.

Neste padrão, há uma subida de preços forte, seguido por uma lateralização com picos e fundos bem definidos, para depois finalizar com uma queda e terminar de desenhar a “cabeça” do personagem.

“Caso este fundo seja rompido, o último canal lateral pode ser o próximo fundo, em US$ 44 mil”, alerta o analista.

Publicidade

Além disso, Fernandes aponta que o desempenho do BTC ainda segue acompanhando a parte inferior da banda de Bollinger, que está em tendência de baixa. “Ou seja, a volatilidade tende a ficar mais espremida e reduzir a expectativa de uma alta mais expressiva”, diz ele ressaltando que, no momento, o indicador sugere que o ativo teria força para avançar até os US$ 66 mil, mas que pode não seguir essa tendência e continuar caindo.

Já quando adicionamos o Índice de Força Relativa (RSI) à análise, temos o início de uma possível divergência entre indicador e os candles (como são chamados cada um dos retângulos vermelhos e verdes do gráfico). “No caso, o preço do BTC segue em baixa, mas o RSI indica subida”, diz o analista da Foxbit.

Segundo ele, esse cenário aponta que, mesmo que o Bitcoin esteja sofrendo para manter seu desempenho positivo, a força do mercado está fluindo mais para a mão dos compradores do que para os vendedores.

“Então, podemos ver uma quebra de preços para cima, caso esse padrão seja confirmado. Mas fato é que ainda estamos em um território de venda, com o indicador marcando os 35 pontos”, conclui.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração mostra várias moedas coloridas com seus símbolos em 3D, com destaque para Solana

As cinco criptomoedas que mais subiram e caíram em junho

A memecoin Brett se destaca neste mês com a valorização mais significativa, enquanto DogWifHat lidera a lista de maiores quedas
Imagem da matéria: Tap-to-Earn: Conheça a nova forma de ganhar tokens de graça no Telegram

Tap-to-Earn: Conheça a nova forma de ganhar tokens de graça no Telegram

Os jogos “tap-to-earn” (toque para ganhar) no Telegram estão chamando a atenção das massas; veja como os jogadores estão ganhando com os airdrops de tokens
Imagem da matéria: Novo ETF lançado nos EUA permite apostar contra as ações da Coinbase

Novo ETF lançado nos EUA permite apostar contra as ações da Coinbase

O novo fundo sobe quando a Coinbase cai e também gera renda passiva para os investidores
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Deputados pedem que EUA tratem diretor da Binance preso na Nigéria como refém

Numa resolução apresentada ao Congresso, os deputados French Hill e Rich McCormack apelaram à libertação de Tigran Gambaryan