Imagem da matéria: Bitcoin Banco: administradora judicial terá 5 dias para realizar perícia nas contas da empresa
Foto: Shutterstock

A juíza da 1º Vara de Falências e Recuperação Judicial de Curitiba (PR) decidiu na última segunda-feira (13) suspender o Processamento da Recuperação Judicial (PRJ) das empresas do grupo Bitcoin Banco (GBB), para proceder uma perícia prévia contábil, conforme havia sido determinado pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).

A empresa EXM Partners, administradora judicial da RJ, é quem foi nomeada pela juíza para proceder com a medida.

Publicidade

Segundo a juíza Mariana Gluszcynski Fowler Gusso, quaisquer questões sobre a Recuperação Judicial do Grupo Bitcoin Banco “serão analisadas após a realização da perícia prévia”.

A decisão de Gusso está afinada com aquilo que o desembargador Espedito Reis do Amaral, da 18ª Câmara Cível do TJPR havia afirmado de que a perícia acarretará nenhum prejuízo aos credores.

“O prazo para apresentação da perícia prévia é de 05 (cinco) dias, nos termos do art. 3° da Recomendação n° 57 do CNJ”, disse. 

Gusso, seguindo a linha do desembargador que ordenou na decisão do agravo de instrumento nº 0016778-29.2020.8.16.0000, deixou claro que essa medida é necessária para se conhecer a real condição das empresas do GBB.

Bitcoin Banco sob controle da legalidade

A juíza, no entanto, afastou o argumento de que a perícia servirá para saber se as empresas do GBB possuem ou não saúde financeira para prosseguir numa RJ.

Publicidade

“Medida para constatação das reais condições de funcionamento das empresas recuperandas e análise da regularidade e da completude da documentação apresentada nos autos pela empresa, não havendo que se falar em viabilidade econômica das recuperandas, mas tão somente de controle de legalidade pelo judiciário”.

O fato é que a magistrada somente mudou seu ponto de vista para atender a ordem vinda do TJPR em se proceder a perícia prévia. O desembargador, na ocasião, havia mencionado sobre a necessidade de saber a viabilidade da recuperação judicial:

“A decisão agravada deve ser integralmente reformada, pois todos os elementos que a Recuperação Judicial precisa ter atestada a sua viabilidade, devem ser analisados antes do deferimento do processamento”.

Gusso, então, nomeou a própria EXM Partners, administradora judicial da RJ do grupo Bitcoin Banco para fazer essa perícia sob o argumento de que ela seria a “empresa competente para tanto, além de não trazer maiores prejuízos financeiros às recuperandas”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM aplica multa de R$ 680 mil em corretora promovida por Ronaldinho Gaúcho

Promovida pelo ex-craque da Seleção, Ronaldinho Gaúcho, a Olymp Trade prometia retornos de até 92%
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM julga hoje a Olymp Trade, corretora proibida no Brasil promovida por Ronaldinho Gaúcho

A plataforma forex prometia retornos de até 92%
Imagem da matéria: Usuários da 99Pay têm chaves PIX vazadas, alerta Banco Central

Usuários da 99Pay têm chaves PIX vazadas, alerta Banco Central

Também foram potencialmente expostos dados como nome do usuário, CPF com máscara, instituição de relacionamento, agência e número da conta
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas