Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada
Shutterstock

A firma de análises de investimento, Bernstein, reiterou em uma carta aos clientes na terça-feira (9) que mantém sua previsão de que o Bitcoin deve atingir o preço de US$ 200 mil até o final de 2025, US$ 500 mil até o final de 2029 e US$ 1 milhão até 2033. 

Essa previsão já havia sido feito em junho e os analistas da empresa apontam que a tendência de queda das últimas semanas no mercado cripto não mudou esse cenário.

Publicidade

Os especialistas acreditam que o mercado está penalizando os mineradores pela volatilidade do Bitcoin, apesar de suas expectativas de uma tendência estrutural de alta a longo prazo do BTC, impulsionada pela crescente adoção institucional.

“Os mineradores de Bitcoin estão sendo subvalorizados por seu ‘portfólio estratégico de energia’ e opção de monetização em centros de dados de IA, em um mundo com restrições de energia”, escreveram eles.

Mineração e Inteligência Artificial

Além da previsão de preço, a Bernstein anunciou que começou a analisar as ações da Core Scientific e IREN com uma classificação de “outperform” (desempenho acima da média), destacando as estratégias híbridas de mineração de Bitcoin e centros de dados de inteligência artificial (IA) dessas empresas.

Recentemente, a Core Scientific fechou um acordo de 12 anos com a empresa de IA CoreWeave, projetando uma receita total de US$ 3,5 bilhões. Em fevereiro, a IREN firmou um acordo com a Poolside, uma startup de IA, utilizando GPUs da Nvidia. Esses acordos foram identificados como fatores-chave para o otimismo dos analistas da Bernstein.

Publicidade

Em junho, o JPMorgan observou um aumento significativo no interesse dos investidores em mineradores de bitcoin após o acordo de hospedagem de IA da Core Scientific. A IREN também arrecadou US$ 413 milhões neste mês para expandir suas operações de mineração de Bitcoin, evidenciando o entusiasmo dos investidores.

Os analistas da Bernstein estabeleceram um preço-alvo de US$ 17 para a Core Scientific, o que representa um potencial de alta de 64%, e de US$ 26 para a IREN, com uma expectativa de valorização de 78%. No entanto, as ações da Core Scientific e da IREN fecharam em queda na última terça-feira, sendo cotadas a US$ 9,56 e US$ 12,82, respectivamente.

O otimismo dos analistas se baseia no fato de que a Core Scientific, que saiu da falência em janeiro, agora lidera o modelo de co-hospedagem de centros de dados de IA para mineradores de bitcoin. A IREN, por sua vez, possui um dos pipelines de energia mais robustos e capacidades operacionais de centros de dados.

As instalações de mineração de bitcoin são vistas como ideais para centros de dados de IA devido à sua infraestrutura de alta densidade de energia e capacidade de resfriamento. A Bernstein projeta que 20% da capacidade de energia dos mineradores de bitcoin será redirecionada para IA até o final de 2027. Além disso, espera-se que outros grandes mineradores de bitcoin sigam essa tendência, com os cinco maiores mineradores dos EUA consolidando 25% da capacidade global de hashrate do Bitcoin, juntamente com a monetização da IA.

Publicidade

Em conclusão, a integração das operações de mineração de Bitcoin com centros de dados de IA está atraindo crescente interesse dos investidores, posicionando empresas como Core Scientific e IREN como líderes nesta nova tendência do mercado.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro

Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro

Analista da Foxbit avalia gráficos do Bitcoin e aponta que preços devem continuar pressionados ao longo da semana
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se mantém em US$ 63 mil enquanto Mt. Gox move US$ 2,8 bilhões

Manhã Cripto: Bitcoin se mantém em US$ 63 mil enquanto Mt. Gox move US$ 2,8 bilhões

Especialistas estão confiantes na capacidade do mercado absorver qualquer pressão de venda que possa vir dos credores da Mt. Gox
Imagem da matéria: História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

Terceiro trimestre é historicamente o período de menor ganho para o Bitcoin, mas uma possível queda de juros nos EUA pode mudar o cenário em 2024
Imagem da matéria: Alemanha continua vendendo Bitcoin e reserva cai de US$ 3 bi para US$ 223 milhões

Alemanha continua vendendo Bitcoin e reserva cai de US$ 3 bi para US$ 223 milhões

A 10x Research afirma que a pressão de venda do governo alemão está diminuindo e que o Bitcoin parece tecnicamente sobrevendido