Imagem da matéria: Analista do Citibank prevê bitcoin a US$ 318.000 em 2021
Foto: Shutterstock

Tom Fitzpatrick, diretor administrativo do banco americano Citibank, previu que o preço do Bitcoin pode chegar a mais de US$ 318.000 em 2021, de acordo com uma nota para clientes institucionais na semana passada. Ele disse que o movimento acontece em meio a um macroambiente incerto e suas semelhanças com o mercado de ouro dos anos 1970.

Embora há muito chamado de “ouro digital”, o Bitcoin ainda sofre um pouco com a volatilidade e como meio de transferência e, em vez disso, emergiu como um veículo de negociação. No entanto, de acordo com Fitzpatrick, esse cenário é exatamente o que torna o ativo aquele que sustentaria uma eventual “tendência de longo prazo”.

Publicidade

Usando análise técnica, Fitzpatrick divulgou a previsão do Bitcoin se ela seguisse uma trajetória semelhante nos últimos sete anos.

“Você vê a ação do preço sendo muito mais simétrica ao longo dos últimos sete anos, formando o que parece ser um canal muito bem definido, dando-nos um movimento ascendente de prazo semelhante ao da última alta (em 2017)”, disse ele, conforme mostrado na imagem abaixo.

Análise do bitcoin divulgada no relatório do Citibank (Fonte: Citibank)

Mas a meta de preço de US$ 318.000 não se baseia apenas no desenho de linhas em um gráfico. Fitzpatrick chamou o Bitcoin de “novo ouro” e disse que o clima macroeconômico instável de hoje está criando espaço para uma nova estrutura financeira – semelhante ao pano de fundo da criação do Bitcoin em 2008, uma das maiores recessões da história.

Um ambiente monetário em mudança

O executivo do Citibank disse que a política monetária nos EUA tem sido historicamente moldada por dois fatores: a afinidade do Banco Central com a impressão de dinheiro (para proteger sua economia) e a eventual menor valorização de sua moeda fiduciária (chamada depreciação).

Isso, na opinião de Fitzpatrick, cria uma demanda renovada por ouro e sua contraparte digital, Bitcoin. “É um ativo com oferta limitada. Ele atravessa fronteiras e sua propriedade é opaca ”, disse ele.

Publicidade

Fitzpatrick acrescentou que, embora o Bitcoin possa estar sujeito a mais restrições regulatórias no futuro, era uma “reserva natural de dinheiro” para evitar exatamente esse problema. Enquanto isso, a ascensão de moedas digitais apoiadas pelo Estado – como o Yuan digital da China – foi mais uma indicação de uma mudança no regime financeiro que poderia, por sua vez, apoiar a ascensão do Bitcoin, observou ele.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Alemanha continua vendendo Bitcoin e reserva cai de US$ 3 bi para US$ 223 milhões

Alemanha continua vendendo Bitcoin e reserva cai de US$ 3 bi para US$ 223 milhões

A 10x Research afirma que a pressão de venda do governo alemão está diminuindo e que o Bitcoin parece tecnicamente sobrevendido
Moeda de Bitcoin à frente de logo da Mt. Gox

Reembolsos de Bitcoin da Mt. Gox se aproximam: veja as previsões

Já faz uma década, mas não vai demorar muito mais, pois bilhões de dólares em Bitcoin estão a caminho dos credores da falida exchange
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin atinge US$ 68 mil após China reduzir inesperadamente as taxas de juros

Manhã Cripto: Bitcoin atinge US$ 68 mil após China reduzir inesperadamente as taxas de juros

“Se essa tendência persistir, o BTC poderá ultrapassar US$ 70 mil amanhã com o lançamento de ETFs de Ethereum”, escreveu um analista
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Manhã Cripto: ETFs de Bitcoin chegam ao 9º dia consecutivo de entradas

Os ETFs de Bitcoin negociados nos EUA já captaram US$ 1,9 bilhão nos últimos nove dias