Imagem da matéria: 17% de todos os bitcoins não são movimentados há mais de 7 anos
Foto: Shutterstock

Uma parcela significativa dos Bitcoins não se movimentou nos últimos sete anos. A informação é da plataforma de insights de mercado Unfolded, citando dados do “HODL Wave”, um indicador da ferramenta analítica on-chain da Glassnode.

Este indicador rastreia o período de tempo entre as transações de Bitcoin e representa uma visão macro de quanto tempo uma determinada moeda fica parada antes de ser movida.

Publicidade

O HODL Wave mostra que mais de 3,3 milhões de Bitcoins não foram movidos em mais de sete anos. Essa quantia é 17,87% da oferta circulante de Bitcoin – e vale espantosos US$ 160 bilhões a preços de mercado atuais.

Os Bitcoin imóveis não são necessariamente de grandes investidores que continuam guardando seus bitcoins para vender a preços melhores. Nos últimos anos, um grande número de bitcoins foi perdido em acidentes, mortes e senhas esquecidas.

“Muitas dessas primeiras carteiras adquiriram Bitcoin por um valor tão baixo, ou o mineravam e o perderam, esquecem ou simplesmente não conseguem acessá-lo. Até 2013, o Bitcoin era quase visto como um dinheiro de brincadeira por muitos que não tinham a visão do que poderia se tornar”, explicou Tim Frost, CEO da YIELD App, em uma nota ao Decrypt.

Um relatório do ano passado da Chainalysis apontou o número de bitcoins perdidos um pouco mais alto – em um período um pouco mais curto – em quase 3,7 milhões de bitcoins (ou 20% da oferta circulante nos últimos cinco anos). O mesmo relatório afirmou que apenas 3,5 milhões de Bitcoins foram negociados “ativamente” no mercado aberto, enquanto 11,4 milhões de Bitcoins foram mantidos como um investimento de “longo prazo”.

Publicidade

No entanto, Frost diz que sempre há uma chance remota de que tais Bitcoins sejam acessados ​​repentinamente por seus proprietários. “Essas carteiras podem entrar no mercado a qualquer momento”, disse ele.

Mas é possível rastrear isso também. A Glassnode tem outro indicador chamado Coin Days Destroyed, que aumenta quando Bitcoin antigo é movido repentinamente.

A métrica Coin Days Destroyed. Imagem: Glassnode.

Como podemos ver no gráfico acima, houve muitos picos no final de 2018 e durante 2019, quando moedas muito antigas se moveram pela primeira vez em muito tempo. Houve alguma atividade intensificada em 2021, mas nada no mesmo nível.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
Talvez você queira ler
cz fundador da exchange de criptomoedas binance

Desempregado, CZ diz estar “aproveitando” tempo livre e recomenda livros nas redes sociais

O ex-CEO da Binance falou sobre estoicismo e também relembrou frases antigas como “cuidado com o que você deseja”
Imagem da matéria: Associação de fintechs da Argentina envia para Milei proposta de regulação das criptomoedas

Associação de fintechs da Argentina envia para Milei proposta de regulação das criptomoedas

Proposta é que CVM local defina quais tokens são valores mobiliários e que algumas leis sejam mudadas para criação do marco regulatório
Câmara dos deputados

Câmara pode votar esta semana PL que impõe segregação patrimonial para empresas de criptomoedas

Deve ser votado hoje um requerimento de urgência para o PL que cria regras para empresas cripto e trata da segregação patrimonial
Logotipo do token Blur

BLUR dispara 30% após listagem na Binance e conclusão de airdrop

O token do mercado de NFT Blur acumula uma alta de 82% na semana em que estreia na Binance